Novo
Agora IDGNow! é IT Midia.com
Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Woody Allen processa Amazon em US$68 milhões
Woody Allen processa Amazon em US$68 milhões
Home > Internet

Woody Allen processa Amazon em US$68 milhões

Cineasta acusa empresa de quebra de contrato por se recusar a distribuir seu último filme

Da Redação

08/02/2019 às 15h05

Foto: Shutterstock

O ator e diretor de cinema Woody Allen entrou nesta semana com um processo de 68 milhões de dólares contra o Amazon Studios, conforme informações da Variety. De acordo a publicação, o cineasta acusa a empresa de se recusar a lançar o seu mais recente filme “A Rainy Day in New York”, que teria sido finalizado há mais de seis meses.

Além disso, a ação de Allen, que teve entrada na Justiça de Nova York, diz que a Amazon teria usado razões vagas para abandonar o lançamento e se negar a cumprir um acordo entre as partes para a produção de mais três filmes do diretor.

“A Amazon tentou desculpar sua ação ao fazer referência a uma alegação sem base de 25 anos atrás contra o Sr. Allen, mas essa alegação já era amplamente conhecida pela Amazon (e pelo público) antes de a Amazon entrar em quatro acordos separados com o Sr. Allen – e, em nenhuma situação fornece uma base para a Amazon encerrar o contrato”, afirma o processo.

Acusação

Essa alegação citada no texto acima é uma acusação feita há anos pela filha de Allen, Dylan Farrow, que afirma ter sido abusada sexualmente pelo pai quando ainda era criança – o cineasta sempre negou a acusação.

Conforme a Variety, a ação aponta ainda que, em janeiro de 2018, em meio ao crescimento do movimento #MeToo, a Amazon propôs adiar o lançamento de “A Rainy Day in New York” para 2019, com o que Allen concordou na época. No entanto, em junho do ano passado, a companhia enviou um aviso encerrando o contrato e dizendo não ter mais intenção de distribuir nenhum dos filmes.

Um pouco depois, segundo o processo, representantes da Amazon justificaram o fim do contrato por conta de “eventos que se seguiram, incluindo as alegações renovadas contra o Sr. Allen, seus próprios comentários controversos, e a recusa crescente de grandes talentos do mercado de trabalharem ou serem associados com ele de qualquer maneira, todos os quais frustraram o propósito do acordo”.

O valor solicitado por Allen no processo, de 68 milhões de dólares, é referente aos pagamentos mínimos de garantia pelos quatro filmes do acordo, além de danos e taxas de advogados.

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site