Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Uber é alvo de ação coletiva movida por 6 mil taxistas na Austrália
Uber é alvo de ação coletiva movida por 6 mil taxistas na Austrália
Home > Mobilidade

Uber é alvo de ação coletiva movida por 6 mil taxistas na Austrália

Advogados alegam que empresa opera de forma ilegal no país. Uber negou alegação

Da Redação

06/05/2019 às 9h08

Foto: Shutterstock

Um escritório de advocacia entrou na última sexta-feira (3) com uma ação coletiva contra a Uber movida por 6 mil taxistas e proprietários de licenças de táxi de quatro estados da Austrália. O processo acusa a empresa de transporte de operar de forma ilegal no país e prejudicar financeiramente os trabalhadores da classe.

"Este será um caso marcante em relação às supostas operações ilegais da Uber na Austrália e o impacto devastador que teve sobre as vidas dos cidadãos que trabalham duro e cumprem a lei aqui", disse Andrew Watson, responsável pelas ações de classe do escritório Maurice Blackburn.

A Uber informou que ainda não havia sido notificada sobre a ação coletiva e negou que tenha atuado no país ilegalmente. "A Uber nega essa alegação e, se uma queixa for apresentada, a reivindicação será vigorosamente defendida", anunciou por comunicado.

Já os advogados argumentam que a empresa tinha consciência de que suas operações na Austrália eram ilegais por vários motivos, inclusive "[a empresa] adotou uma política para operar em qualquer mercado onde os regulador tacitamente aprovaram o serviço por não terem tomado medidas de fiscalização direta".

De acordo com o escritório, a indenização pedida pode chegar “na casa das centenas de milhões de dólares”, mas será determinada com base nas negociações do acordo.

O caso acontece em meio aos planos da Uber de abrir sua oferta pública inicial (IPO) com ofertas de valorização de US$ 91,5 bilhões. A companhia divulgou prejuízo de US$ 1 bi no primeiro trimestre.

 

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site