Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Uber adota novas regras de cancelamento e taxa máxima sobe para R$ 12
Uber adota novas regras de cancelamento e taxa máxima sobe para R$ 12
Home > Mobilidade

Uber adota novas regras de cancelamento e taxa máxima sobe para R$ 12

Medida está sendo adotada aos poucos em algumas cidades brasileiras

Da Redação

16/07/2019 às 18h45

Foto: Shutterstock

As regras da taxa de cancelamento de corridas solicitadas no Uber passaram a mudar no Brasil nesta terça-feira (16).  A medida está sendo adotada aos poucos em algumas cidades brasileiras.

A empresa passou a adotar um valor variável para os cancelamentos. A novidade agora leva em conta o tempo e a distância percorrida pelo motorista até chegar a você, além da modalidade de carro solicitada, o que pode resultar em uma taxa mais barata ou mais cara. O prazo para cancelar uma viagem sem custo também foi reduzido.

Até então, taxa de cancelamento do Uber em caso de desistência de uma corrida era de R$ 7. O valor só era cobrado caso o cancelamento fosse realizado mais de cinco minutos depois de ter solicitado a viagem.

Na nova regra, a taxa de cancelamento varia de R$ 1,50 a R$ 12 e passa a ser cobrada a partir de dois minutos após a solicitação.

Em post em seu blog, a companhia revelou os valores para taxa de cancelamento na cidade do Rio de Janeiro:

UberPool: R$ 1,50 a R$ 6,00;
UberX: R$ 2,00 a R$ 10,00;
UberX VIP: R$ 2,00 a R$ 10,00;
Uber Select: R$ 2,25 a R$ 11,00;
Uber Black: R$ 3,00 a R$ 12,00

“Você poderá ser cobrado uma taxa de cancelamento mais cara que a antiga taxa fixa dependendo do tempo e distância que o motorista percorreu até o momento do cancelamento”, explicou a Uber.

Se o usuário discordar da taxa ou desejar consultar se houve alguma cobrança extra, ele pode recorrer ao menu “Suas viagens” do aplicativo. Além do Rio de Janeiro, as cidades de Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), Londrina (PR), São Luis (MA) e Pelotas (RS) também adotaram a nova medida de cobrança.

 

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site