Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Sites que prometem streaming gratuito para séries escondem malware
Sites que prometem streaming gratuito para séries escondem malware
Home > Internet

Sites que prometem streaming gratuito para séries escondem malware

Segundo levantamento da Kaspersky Lab, terceiro episódio da última temporada de Game of Thrones foi um dos mais usados para lançar golpes

Da Redação

22/05/2019 às 17h27

Foto: Reprodução

A última temporada de Game of Thrones não só teve um pico de espectadores, média de 43 milhões por episódio apenas nos EUA, mas também de atividades criminosas. Segundo levantamento da Kaspersky Lab, a estreia de cada episódio foi acompanhada de uma longa sequência de ataques contra os internautas que tentavam baixar o episódio recém-lançado, mas acabavam fazendo o download de malware disfarçados do episódio.

Alguns episódios mostraram-se significativamente mais perigosos do que outros, como é o caso do terceirco episódio (The Long Night), que desencadeou o maior número de tentativas de atacar detectadas, com pico de 3.000 ataques por dia, muito provavelmente por ser considerada a maior batalha já filmada da indústria cinematográfica.

No geral, depois de rastrear atividades maliciosas associadas durante toda a oitava temporada, os pesquisadores da Kaspersky Lab descobriram que o número médio diário de ataques envolvendo malware disfarçado do novo episódio de Game of Thrones girava em torno de 300-400. Esse número saltava para 1.200 depois de três a quatro dias do lançamento do novo episódio – isto demonstra um crescimento de três a quatro vezes na atividade maliciosa dos cibercriminosos.

Fique atento aos supostos sites de streaming gratuitos

Outro vetor de ataque associado ao Game of Thrones são os sites de streaming que convidam os usuários a assistir gratuitamente aos episódios recém-lançados da série, mas que na verdade são projetados para extrair dados confidenciais dos usuários. Normalmente, o ícone do player online mostra uma cena do programa de TV e redireciona a vítima para uma página de registro, solicitando posteriormente detalhes do cartão bancário com o código CVC/CVV, alegando que é apenas para fins de validação. Pesquisadores apontaram as semelhanças entre este esquema e os recentes golpes em torno do último filme dos Vingadores.

“Nós vemos o compartilhamento de táticas, técnicas e procedimentos nos sites de phishing, onde os golpistas tentam roubar dados financeiros dos usuários prometendo um filme pirata antes de sua estreia oficial. Acreditamos que existe um certo grupo de cibercriminosos que meticulosamente caça fãs de filmes populares e produções de TV, adaptando esquemas dinamicamente de acordo com os acontecimentos pop-culturais”, avalia Tatyana Sidorina, pesquisadora de segurança da Kaspersky Lab.

 

 

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site