Novo
Agora IDGNow! é IT Midia.com
Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
QuintoAndar expande serviço de locação de imóveis para o Rio de Janeiro
QuintoAndar expande serviço de locação de imóveis para o Rio de Janeiro
Home > Inovação

QuintoAndar expande serviço de locação de imóveis para o Rio de Janeiro

Startup prevê expansão para outros estados neste ano. Plataforma que desburocratiza o aluguel de imóveis já recebeu R$ 70 milhões de aporte em rodadas de investimento

Por Carla Matsu

20/02/2018 às 9h53

QuintoAndar-fundadores.png
Foto:

Gabriel Braga e André Penha, cofundadores do QuintoAndar. Foto: Divulgação

Era 2012 quando os brasileiros André Penha e Gabriel Braga fundaram em São Paulo a startup QuintoAndar, uma plataforma que conecta proprietários, corretores e inquilinos para facilitar e desburocratizar o aluguel de imóveis. De lá para cá, a companhia ganhou tração, mudou para um escritório maior, lançou o serviço para outras cidades do estado paulista e, no dia 1o de fevereiro deste ano, chegou a capital mais turística do País: o Rio de Janeiro. Desde então, já somam cerca de 50 mil imóveis passados pela plataforma.

Um dos grandes trunfos do QuintoAndar é sua agilidade em um processo que tende a dar dor de cabeça. O serviço garante ser até 10 vezes mais rápido do que as imobiliárias tradicionais, conseguindo alugar um imóvel em uma média de quatro dias - o recorde da empresa foi alugar um apartamento em uma hora e meia após o cadastro no site. O prazo reduzido é um reflexo da sua mobilidade, já que se resolve quase tudo online. 

Por meio do aplicativo ou pelo site, o inquilino agenda a visita ao imóvel, negocia com o proprietário e assina um contrato digital, sem necessidade de cartório. Da mesma forma, o proprietário acompanha o desempenho do anúncio e negocia com os interessados. Durante a vigência do contrato, o proprietário recebe o pagamento pontualmente, independentemente de atrasos do inquilino. 

A startup assume também a integridade do imóvel ao eliminar a necessidade de apresentar fiador, seguro-fiança ou seguro-caução pelo inquilino. Já para corretores, como atuam em áreas específicas das cidades, eles conseguem atender mais clientes por dia, auxiliados pelo sistema online de agendamento e pelo aplicativo móvel que otimiza suas rotas e agendas. Um fotógrafo profissional registra os imóveis que serão listados na plataforma. Em contrapartida, a startup cobra 100% do primeiro aluguel pela intermediação da locação (taxa de corretagem) e 8% do aluguel mensal pela administração do imóvel.

quintoandarapp_625.jpg

Investimentos em tecnologia

A mobilidade proporcionada pelos smartphones têm servido como um denominador comum de muitos serviços que há alguns anos eram exclusivos à experiência local. Hoje conseguimos comprar produtos, agendar serviços, pagar contas e pedir um carro por meio de um aplicativo, e bem, alugar um imóvel por meio do celular não poderia ser diferente. Mas o cofundador do QuintoAndar, André Penha, lembra que o mercado olhou com certo viés para a ideia que ele e Braga apresentaram.

"O começo foi muito difícil. A gente falava com investidores, eles perguntavam mas quem já fez isso no mundo e a nossa resposta era 'ninguém'. Eles diziam, então, para pensarmos em algo que alguém já havia feito para diminuir o risco", lembra. "Mas a gente queria resolver esse problema. Começamos a olhar para o mercado de imóveis e a pensar sobre o que podíamos fazer sem ter a necessidade de um ponto físico", completa.

Para superar a falta de entusiasmo do mercado, a saída foi investir em tecnologia. Uma das ferramentas do QuintoAndar é a assinatura eletrônica dos contratos, o que dispensa gastar o tempo em filas no cartório. A startup exige documentação dos inquilinos que consegue confirmar a autoria da assinatura. "Usamos quatro níveis de autenticação do usuário e mantemos um acervo probatório de ambas as partes. Lançamos mão de senhas e Token (chave de segurança), por exemplo. E o contrato assinado fica armazenado por cinco anos", define a empresa. A DocuSign, especializada em sistema de assinaturas eletrônicas, é a contratada para assegurar as assinaturas. 

Outro avanço foi o lançamento de uma ferramenta que utiliza inteligência artificial e big data para ajudar proprietários a estipularem os preços dos imóveis. "No entanto ainda tem espaço para inquilinos negociarem os valores e, dependendo do apartamento, pedir algum desconto. Outro recurso que fizemos é dizer no anúncio se aquele imóvel já tem outras propostas. Isso facilita ao inquilino saber se vale a pena negociar preço ou se é bom correr para não perder aquele aluguel", explica Penha.

Hoje, o time do QuintoAndar conta com 250 pessoas, entre os quais engenheiros de software, profissionais de atendimento que cuidam da intermediação com os corretores credenciados e analistas de mercado. A startup também passou por duas rodadas de investimento que acumularam cerca de R$ 70 milhões. Segundo Penha, a startup registra crescimento médio de 20% ao mês no número de contratos assinados.

Uma questão geracional

Da mesma forma que novas gerações deixam de ver a necessidade de ter um carro como sinônimo de liberdade para ir de um ponto A a B, o sonho da casa própria parece ganhar novas referências com a mobilidade dos dias atuais. É o que acredita Penha. "O que a gente tem notado cada vez mais a partir das novas gerações, principalmente nas grandes cidades, é uma tendência maior de mobilidade. Trocamos mais de emprego, queremos estar mais próximo ao local de trabalho, na medida do possível evitar o trânsito para ter uma qualidade de vida maior, então a gente se preocupa mais com onde a gente vai morar. E isso é mais compatível com alugar do que investir todas as economias de uma vida em comprar uma casa e pagar prestações por mais de 20 anos", avalia o empresário.

Entre os planos para 2018 do QuintoAndar está a expansão para outros estados. "Entrando agora no Rio de Janeiro, devemos entrar em mais cidades e estamos discutindo quais serão. Acho que isso é importante para mostrar que o QuintoAndar é capaz de funcionar em qualquer cidade brasileira. E é um ano também de mostrar que o aluguel é uma alternativa mais interessante para uma geração atual que mora nas grandes cidades", defende Penha.

 

 

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site