Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Para senador americano, Zuckerberg deveria encarar possibilidade de prisão
Para senador americano, Zuckerberg deveria encarar possibilidade de prisão
Home > Internet

Para senador americano, Zuckerberg deveria encarar possibilidade de prisão

Em entrevista a jornal local, Ron Wyden foi categórico ao dizer que CEO do Facebook deveria responder pessoalmente a vazamentos da rede social

Da Redação

10/09/2019 às 15h19

Foto: Shutterstock

Legenda:

Para Ron Wyden, senador do Partido Democrático dos Estados Unidos, Mark Zuckerberg, cofundador e CEO do Facebook, deveria encarar "penas" mais duras em resposta aos vazamentos de dados cometidos pelo Facebook desde o caso envolvendo a consultoria política Cambridge Analytica.

Em entrevista ao jornal Willamette Week, de Portland, EUA, o senador diz que Zuckerberg não foi honesto com o povo americano.  “Mark Zuckerberg mentiu várias vezes para o povo americano sobre privacidade", disse o político.

"Eu acredito que ele deve responder pessoalmente, que inclui tudo desde multas financeiras a, deixe-me ressaltar isso, a possibilidade de uma prisão", complementou.

O principal ponto de discussão da entrevista foi a Seção 230 da chamada Lei de Decência das Comunicações, de 1996, que dá a plataformas online como o Facebook, imunidade para o conteúdo postado por seus usuários. Wyden foi um dos autores da legislação e tem sido, desde então, um dos seus defensores mais ferrenhos.

Wyden, entretanto, admite hoje que teria escrito a lei diferente, caso soubesse onde o Facebook "chegaria". “A Seção 230 da Lei de Decência das Comunicações oferece uma oportunidade de abordar o discurso de ódio sem que os criminosos sejam enviados à Dark Web", disse ao Willamette Week.

“[Marz Zuckerberg] machucou muita gente. E, a propósito, existe um precedente para isso: nos serviços financeiros, se o CEO e os executivos mentirem sobre as finanças, eles podem ser responsabilizados pessoalmente”, reforça Wyden.

Wyden ainda argumenta que a solução é a aplicação mais rigorosa de leis que já se aplicam a empresas digitais, incluindo leis que exigem que as empresas sejam honestas com consumidores e investidores.

As questões de privacidade são reguladas pelo Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos, mesmo órgão que aplicou, em julho deste ano, a multa histórica de US$ 5 bilhões ao Facebook.

Na época, relatos da imprensa chegaram a sugerir que a FTC buscou disposições que responsabilizariam Zuckerberg pessoalmente se o Facebook violasse novamente seus compromissos com a agência. Entretanto, o Facebook teria resistido firmemente a essas propostas e, finalmente, teria ganhado um acordo que poupo Zuckerberg pessoalmente.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site