Home > Inovação

Para analista, fala de Musk sobre Autopilot pode colocar usuários da Tesla em risco

CEO causou polêmica ao dizer que sistema já possui capacidade autônoma completa; especialistas contestam

luiz.mazetto

12/02/2019 às 17h05

Foto:

Nos últimos dias, uma afirmação recente feita pelo CEO da Tesla, Elon Musk, sobre o sistema de auxílio de direção dos carros da empresa, o Autopilot, vem causando polêmica entre especialistas do setor. As informações são do Business Insider.

Conforme aponta o site, o caso teve início no final de janeiro, durante uma call sobre o balanço financeiro do quarto trimestre de 2018, quando Musk afirmou que o Autopilot já possui capacidade de direção totalmente autônoma em rodovias.

“Nós já temos a funcionalidade completa de direção autônoma. Então de uma pista de entrada para uma saída na rodovia, incluindo ultrapassar veículos e ir de uma ligação para outra, a funcionalidade de direção autônoma completa está lá”, afirmou na ocasião Musk.

No entanto, como aponta o Business Insider, o Autopilot é um sistema de Nível 2 (de um total de 5 níveis), de forma que possui capacidade para automatizar determinadas tarefas, mas ainda exige que o motorista preste atenção nas vias o tempo todo.

De acordo com o analista sênior de pesquisas da Navigant, Sam Abuelsamid, a fala de Musk não ajuda, uma vez que os motoristas costumam se sair em em monitorar sistemas de nível 2 enquanto dirigem. “Nada mudou para o Elon. Ele continua tão imprudente quanto sempre foi na forma como fala do Autopilot e das suas capacidades”, afirma o especialista ao BI.

Abuelsamid aponta que os comentários do executivo podem até mesmo representar um risco para esses motoristas. “Quando alguém como o Elon Musk diz aos consumidores que ‘Ei, isso agora é totalmente autônomo’, quando na verdade não é, penso que ele está realmente colocando os seus clientes em risco, porque você precisa levar em conta a realidade do comportamento humano com esses tipos de sistemas, e a Tesla não está fazendo isso.”

Além disso, a professora da Duke University, Mary Cummings, que estuda a interação entre pessoas e sistemas de direção autônoma, destaca que não existe hoje no mercado um sistema de direção semi ou totalmente autônomo com capacidade para funcionar sem supervisão humana. “Ele está errado, mas o trabalho dele é vender carros.”

Um representante da Tesla afirmou ao Business Insider que, quando falou sobre o assunto, Musk estava falando sobre funcionalidades que ainda não estão disponíveis para os consumidores.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail