Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Panasonic e Toshiba suspendem fornecimento à Huawei
Panasonic e Toshiba suspendem fornecimento à Huawei
Home > Mobilidade

Panasonic e Toshiba suspendem fornecimento à Huawei

Operadoras de telefonia também deixarão de oferecer produtos para a fabricante chinesa seguindo o bloqueio dos EUA

Da Redação

23/05/2019 às 16h00

Foto: Shutterstock

Legenda:

A notícia que o Google vai bloquear o Android nos aparelhos da Huawei, no último domingo (19), causou um efeito cascata nos negócios da gigante chinesa. Ao longo da semana, outras empresas, entre elas Intel, Qualcomm e ARM, anunciaram que deixarão de fornecer tecnologias à companhia. Agora, Toshiba e Panasonic confirmaram o fim do fornecimento de recursos. E mais: algumas operadoras também deixarão de oferecer produtos da Huawei.

"A Panasonic anunciou em uma notificação interna que deveria suspender as transações com a Huawei e seus 68 afiliados que foram proibidos pelo governo dos Estados Unidos. Continuaremos obedecendo rigorosamente às leis e regulamentos dos países e regiões nos quais conduzimos negócios", diz um comunicado da Panasonic enviado à BBC.

A Toshiba, por sua vez, afirmou que está investigando se alguns produtos vendidos à Huawei, como semicondutores e unidades de risco rígido, possuem peças ou tecnologias vindas dos Estados Unidos. Também suspendeu o envio de novas peças para a fabricante chinesa como parte das novas sanções impostas pelo governo de Donald Trump.

Além de empresas, operadoras de telefonia móvel iniciaram um boicote à Huawei. No Reino Unido, a Vodafone cancelou a venda do Mate 20X 5G, primeiro modelo da Huawei com suporte às redes de quinta geração.

"Interrompemos a pré-venda do Huawei Mate 20X (5G) no Reino Unido. Trata-se de uma medida temporária enquanto paira uma incerteza sobre os dispositivos 5G da Huawei", disse.

Outra operadora britânica, a EE, afirmou que colocou a venda de aparelhos da Huawei em pausa até conseguir mais informações sobre como a Europa lidará frente às regras estabelecidas pelos EUA. No entanto, a EE confirmou que começou a remover o hardware da Huawei nas redes 4G da operadora, e que toda essa infraestrutura deve ser substituída até 2022.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site