Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
PagSeguro levanta US$ 2,3 bilhões em IPO na bolsa de Nova York
PagSeguro levanta US$ 2,3 bilhões em IPO na bolsa de Nova York
Home > Internet

PagSeguro levanta US$ 2,3 bilhões em IPO na bolsa de Nova York

A oferta final superou a oferta inicial, transformando o IPO no maior entre os IPOs recentes de empresas de tecnologia brasileira nos EUA, superando a Netshoes

Da Redação *

25/01/2018 às 7h35

moderninhapro_625.jpg
Foto:

A PagSeguro, empresa de meios de pagamento do grupo UOL, fez nessa quarta-feira aquele que já é considerado o maior IPO recente de uma companhia de tecnologia brasileira  na Bolsa de Nova York (NYSE). A oferta superou as expectativas e movimentou US$ 2,3 bilhões, com o lançamento de todo o lote principal de ações e dos lotes suplementar e adicional.

A empresa, que se tornou o maior negócio do grupo UOL após o lançamento da Moderninha, em 2014, publicou o seu prospecto de IPO no fim de dezembro de 2017. A intenção era captar pouco mais de US$ 1.7 bilhão de dólares, com a oferta de de 140,91 milhões de ações no total, vendidas a US$ 21,50 cada, superando a faixa indicativa de preço de US$ 17,50 a US$ 20,50 prevista no prospecto da oferta. Foram negociadas 105,4 milhões de ações (contra as 140,91 milhões
divulgadas previamente), sendo 50,9 milhões novas ações e 54,5 milhões
de ações ofertadas pela UOL.

Com essa valorização, se a PagSeguro fosse uma startup, ela seria o segundo unicórnio brasileiro neste início de ano,  após a 99. Já na primeira semana de 2018, muitos sites econômicos vinham apostando que o IPO da PagSeguro seria o maior negócio brasileiro no ano. Será?

A PagSeguro afirma que o plano é usar recursos do IPO para financiar
"aquisições seletivas" e para realizar investimentos "no negócio, em
tecnologias ou em produtos que são complementares ao nosso negócio". 
Diego Gomes, do site SasSholic,
lembra que quando falamos de gateways, o PagSeguro compete com players
grandes gringos como Paypal, Amazon Payments e Stripe e players locais
como o Moip, que foi vendido recentemente por R$ 165 milhões, e que vem sendo apontadas por muitos investidores como a próxima candidata a unicórnio.

De acordo com especialistas do mercado financeiro, a demanda por ações da PagSeguro foi tão alta, que os coordenadores do IPO elevaram a oferta em 35%. Para isso, eles usaram o exercício
de opções disponíveis para que a empresa e seus acionistas vendessem
ações adicionais.

O negócio está mexendo com o mercado de meios de pagamento no Brasil neste início de ano. As ações da concorrente, Cielo, também têm sido bastante procuradas na Ibovespa neste início de ano, com ganhos de 15,86% em janeiro. A CIEL3 é considerada a quarta melhor ação da Ibovespa.

Perfil da empresa
A PagSeguro se apresentou  aos investidores americanos como uma fornecedora disruptiva de soluções de tecnologia financeira focadas
principalmente em micromercados, pequenas empresas e médias empresas no Brasil.

Seu modelo de negócios da empresa abrange cinco pilares:

• Múltiplas soluções de pagamento digital;

• Pagamentos em pessoa através de dispositivos de ponto de venda (POS) que a PagSeguro Digital vende para
comerciantes;

• Contas digitais gratuitas;

• Emissora de cartões pré-pagos aos clientes para gastar ou retirar saldos de contas;
e
• Operando como adquirente.

Digital de ponta a ponta, seu  ecossistema permite que seus clientes aceitem uma ampla gama de serviços online e em pessoa
métodos de pagamento, incluindo cartões de crédito, cartões de débito, cartões de comprovante de refeição, boletos,
transferências bancárias, débitos bancários e depósitos em dinheiro.

"A missão da PagSeguro Digital é interromper e democratizar os serviços financeiros no Brasil, um
concentrado, subjacente e alto mercado de taxas de juros, fornecendo um fim-a-
final ecossistema digital que é seguro, acessível, simples e móvel - primeiro para ambos os comerciantes
e os consumidores", diz a empresa.

 

(*) Com agências

 

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site