Novo
Agora IDGNow! é IT Midia.com
Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
P2P: 9,4 mi de brasileiros baixam conteúdo pela internet, diz Ibope
P2P: 9,4 mi de brasileiros baixam conteúdo pela internet, diz Ibope
Home > Internet

P2P: 9,4 mi de brasileiros baixam conteúdo pela internet, diz Ibope

São Paulo – Números de usuários que baixam filmes, vídeos e músicas online quase dobra em um ano, com ascensão de sites de compartilhamento.

Guilherme Felitti, editor-assistente do IDG Now!

02/05/2008 às 17h57

Foto:

O número de brasileiros que baixam músicas, filmes e seriados na internet em casa chegou a 9,4 milhões durante março, com alcance de 41,4% de todos os internautas residenciais no país, segundo dados do IBOPE//NetRating obtidos pelo IDG Now!.

A estatística mostra que, em um ano, o contingente de brasileiros que baixam conteúdo da internet quase dobrou, saltando de 5 milhões de internautas em março de 2007 para os atuais 9,4 milhões.

Entre serviços de P2P e sites de compartilhamento de arquivos, o eMule é o meio mais popular para brasileiros baixarem conteúdo, com participação de 17,2%. Em segunda lugar, aparece o RapidShare, usado por 12,3% dos internautas brasileiros.

Leia mais sobre música digital
>Setor movimenta US$ 2,9 bi em 2007
>CEO da IFPI explica processos no Brasil
>Brasil: venda pelo celular é modelo ideal

Os números do IBOPE//NetRatings refletem o número de usuários únicos que, em conexões domésticas, usam redes P2P ou serviços de compartilhamento de arquivos para baixar conteúdo multimídia - os dados não contemplam a quantidade de músicas, filmes ou séries baixados sem pagamento de direitos autorais.

No dado mais recente de músicas baixadas por redes P2P no Brasil, a Associação brasileira de Produtores de Discos (ABPD) apontava que 1,1 bilhão de canções digitais foram baixadas no primeiro semestre de 2006. No ano seguinte, a IFPI estimou que 1,8 bilhão de músicas, sejam elas legais ou não, foram baixadas no Brasil.

"Entre os homens de 12 a 17 anos, começa a crescer o uso de compartilhadores de arquivos, como o RapidShare. Ainda é um uso menos diversificado que o dos jovens de 18 a 24 anos, que utilizam essas redes de troca de maneira mais variada e sofisticada", explica José Calazans, analista do Ibope Inteligência.
++++
Além do eMule, os brasileiros usam, em escala de popularidade, os softwares P2P LimeWire (líder isolado nos Estados Unidos), AresGalaxy, Shareza Gnutella, K-Lite Nitro ( que "só aparece nos dados do Brasil", segundo Calazans), Soulseek, BitComet e FrostWire.

A ascensão dos serviços de compartilhamento de arquivos, cujo setor vem ganhando participação de sites como 4Shared e EasyShare, além do próprio RapidShare, tem relação direta com o Orkut, a popular rede social do Google no Brasil.

Segundo a consultoria, nada menos que 30% do tráfego do RapidShare se originou da rede social em março, com foco principalmente em comunidades que congregam discografias de artistas, altamente populares no Orkut.

Da mesma forma, os serviços Badongo e MediaFire tiveram 28% do tráfego originário do Orkut, assim como Megaupload (26%), ZShare (21%) e EasyShare (10%).

"Outros grandes geradores de tráfego para esses sites são os blogs que promovem o compartilhamento de arquivos principalmente de áudio e de vídeo, mas também de programas e games, e até arquivos em geral, como revistas, apostilas e livros em PDF", diz Calazans.

Pirataria x mercado legal
Os números, continua Calazans, refletem diretamente iniciativas para download legais - quanto mais lugares para comprar conteúdo o usuário tem, menos é o uso de redes P2P e serviços de compartilhamento.

Calazans ilustra o problema usando como exemplo a iTunes Music Store, loja de filmes, séries e músicas da Apple que completou cinco anos no final de abril.

"Dos usuários ativos, o iTunes atinge 22% na Austrália, 17% no Reino Unido e 18% nos Estados Unidos. Países como o Brasil, em que a compra pelo iTunes ainda não funciona adequadamente, ele chega a 4% de alcance, deixando um espaço de mercado que é ocupado amplamente pelos downloads compartilhados", explica.

Em balanço divulgado pela ABPD sobre o mercado de música digital durante 2007, o faturamento do setor cresceu 185%m atingindo 24,2 milhões de reais.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site