Novo
Agora IDGNow! é IT Midia.com
Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Opera defende oferta de navegadores rivais no Windows globalmente
Opera defende oferta de navegadores rivais no Windows globalmente
Home >

Opera defende oferta de navegadores rivais no Windows globalmente

Desenvolvedora da Noruega, que sugeriu investigação de monopólio em 2007, elogia atitude da Microsoft que, por enquanto, é limitada à Europa.

Computerworld/ EUA

27/07/2009 às 9h37

Foto:

A desenvolvedora de navegadores Opera Software, da Noruega, declarou estar muito feliz com a proposta da Microsoft em oferecer navegadores rivais do Internet Explorer em seu próximo sistema operacional, o Windows 7, e nas versões anteriores.

A Microsoft está sob acusação de monopólio por incluir seu navegador nos seus sistemas operacionais. A investigação foi sugerida em 2007 pela fabricante do browser Opera. Mais tarde, a Mozilla e o Google, criadores dos nos navegadores Firefox e Chrome, se juntaram ao processo.

Na semana passada, a empresa sugeriu à Comissão Europeia a inclusão de uma tela que oferece outros navegadores - inclusive a serem instalados como padrão no sistema. A Opera declarou, no domingo (26/7), que a sugestão da desenvolvedora de softwares norte-americana deve ser aplicada no mundo inteiro e não somente na Europa.  

“Estamos muito felizes com a proposta da Microsoft”, declarou o principal executivo de tecnologia da Opera, Hakon Wium Lie. “A tela que permite ao usuário escolher qual navegador quer usar era uma das principais questões do processo.”

Lie diz que ainda analisará as propostas da fabricante do Internet Explorer antes de enviar sua opinião aos órgãos reguladores da Europa. Entre as preocupações da empresa, está a limitação da atitude somente ao continente europeu. “Este é um ponto que desejamos ver especificado com clareza. Queremos a possibilidade de escolha do navegador em todo o mundo”, afirma.

A sugestão da Microsoft, contudo, foi em resposta às acusações de comportamento antitruste da Comissão Europeia, cujo poder se aplica somente aos países da União Europeia. “Reagiremos a esta proposta. Acho que todos os envolvidos gostariam de ver uma solução rápida para este problema”, diz Lie.

O principal executivo da Mozilla, John Lilly, também quer ler os detalhes da proposta. “Até lá, é difícil reagirmos de forma definitiva”, declarou. “A estratégia da Microsoft oferecerá boas mudanças para que seus usuários optem pelo navegador padrão que quiserem”, disse.

Entre os questionamentos, Lilly pergunta “quem determina quais navegadores irão participar desta tela”. De acordo com a proposta, a ideia é incluir os cinco ou 10 principais browsers, incluindo o IE, com os dados de uma fonte de informação definida em acordo entre a Comissão e a Microsoft.

Esta tela de escolha deve ser inclusa não só no Windows 7, mas também no XP, Vista e qualquer outro sucessor, durante os próximos cinco anos.

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site