Novo
Agora IDGNow! é IT Midia.com
Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
‘Não fomos alvo de um ataque hacker’, diz Facebook sobre apps instáveis
‘Não fomos alvo de um ataque hacker’, diz Facebook sobre apps instáveis
Home > Inovação

‘Não fomos alvo de um ataque hacker’, diz Facebook sobre apps instáveis

Mais de 14 horas depois, Facebook, Instagram e WhatsApp voltam a funcionar. Companhia garantiu não ter sido alvo de um ataque DDoS

Da Redação

14/03/2019 às 10h43

Foto: Shutterstock

Os serviços Facebook e Instagram passaram por uma longa instabilidade na tarde e noite dessa quarta-feira (13), sentida por usuários no mundo todo. No Twitter, a hashtag #Instagram e até o nome de Mark Zuckerberg reuniram memes ansiosos pelo restabelecimento das redes sociais. Acredita-se que a instabilidade durou mais de 14 horas, o que, provavelmente, faz do período a maior interrupção dos serviços de toda a história do Facebook. Há ainda relatos de pessoas que tiveram problemas ao usar o WhastApp, não conseguindo enviar fotos e arquivos de áudio.

Ironicamente, o Facebook se voltou para o Twitter para dar explicações de porque a maior rede social do mundo estava com dificuldades: "Nós estamos cientes de que algumas pessoas estão atualmente tendo problemas para acessar a família de apps dp Facebook. Estamos trabalhando para resolver o problema assim que possível".

Muitos questionaram se o Facebook não tinha sido alvo de um ataque hacker. Algo que a própria companhia afastou em um segundo tuíte publicado também na noite de quarta. "Estamos focados em trabalhar o problema o mais rápido possível, mas nós podemos confirmar que o problema não está relacionado a um ataque DDoS". A companhia não compartilhou mais atualizações a respeito do que causou a instabilidade.

A conta do Instagram no Twitter informou, na madrugada desta quinta-feira, que havia voltado com o serviço.  No Instagram, apesar de os usuários conseguirem abrir o aplicativo, a maioria das funções estava desabilitada. Não era possível, por exemplo, atualizar a timeline, visualizar stories, visualizar as atividades e até mesmo as fotos que já haviam sido publicadas.

A duração do "recesso" é algo que, provavelmente, o Facebook terá de explicar aos anunciantes que gastam uma considerável quantidade de dinheiro para alcançar potenciais consumidores em todas as suas plataformas. O Facebook conta com 2,3 bilhões de usuários e o Instagram mais de 1 bilhão.

O site DownDetector, que monitora o funcionamento de sites, concentrou picos de queixas de usuários no mundo todo sobre a instabilidade nos serviços do Facebook.

Vale lembrar que o Facebook tem trabalhado para integrar todos os seus aplicativos de mensagem. Na última semana, o CEO Mark Zuckerberg confirmou a integração dos serviços e que a criptografia de ponta a ponta atravessaria todos eles. Entretanto, a companhia não indicou se a integração tem a alguma relação com a queda dos serviços.

IDG Now! agora é itmidiacom. Para ler mais notícias, acesse.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site