Novo
Agora IDGNow! é IT Midia.com
Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
MobileMe deixa usuários sem acesso a e-mails por cerca de 7 horas
MobileMe deixa usuários sem acesso a e-mails por cerca de 7 horas
Home > Internet

MobileMe deixa usuários sem acesso a e-mails por cerca de 7 horas

Framingham - Após anunciar, na semana passada, resolução de problemas no MobileMe, serviço de e-mail deixa usuários sem acesso por 7 horas.

Computerworld/EUA

12/08/2008 às 9h05

Foto:

Os serviços do MobileMe Mail, da Apple, ficaram inacessíveis por longas horas na segunda-feira (11/08), impossibilitando milhões de usuários nos Estados Unidos a acessarem suas contas.

A Apple levou aproximadamente sete horas para restaurar completamente todo o seu serviço de e-mail. Usuários relataram dificuldades por volta das 14h (horário local). Nas horas seguintes, foram postadas centenas de mensagens sobre a interrupção no fórum do MobileMe.

Um comunicado na página de suporte do serviço admitiu o problema. “Os membros do MobimeMe estão temporariamente impossibilitados de acessar o MobileMe Mail usando a aplicação de e-mail do desktop, iPhone ou iPod touch”, disse a Apple. “O acesso ao www.me.com/mail não foi afetado”. O serviço será restaurado o quanto antes. Pedimos desculpas por qualquer incoveniente”. A nota foi postada às 21h do horário local e substituída por um sinal de alerta.

O serviço Gmail do Google também passou por problemas no final da tarde de segunda-feira (11/08), deixando milhões de usuários sem webmail por cerca de duas horas. De acordo com o Google, o problema foi causado pelo sistema de contatos do Gmail.

O MobileMe passou recentemente por diversos problemas de migração de seu antecessor, .Mac, deixando usuários sem serviço por vários dias. O CEO da Apple, Steve Jobs, inclusive afirmou, na semana passada, que o lançamento do serviço poderia ter sido adiado e que a migração deveria ter sido feita de aplicação por aplicação e não completamente.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site