Novo
Agora IDGNow! é IT Midia.com
Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Microsoft libera correção para vulnerabilidade do IE e inclui o XP
Microsoft libera correção para vulnerabilidade do IE e inclui o XP
Home > Internet

Microsoft libera correção para vulnerabilidade do IE e inclui o XP

A empresa publicou um patch emergencial de segurança que corrige a vulnerabilidade de TODAS as versões do seu navegador e decidiu acudir também o XP

Da Redação

01/05/2014 às 16h31

ie espetado 520.jpg
Foto:

A Microsoft anunciou há poucas horas que liberou hoje um ajuste (patch) emergencial de segurança para consertar a falha zero-day descoberta há cinco dias em todas as versões do seu navegador de web Internet Explorer e que vem sendo explorada ativamente por cibercriminosos.

Capitulando da decisão de não mais fazer atualizações para o sistema operacional Windows XP, a empresa informa que decidiu liberar o update também para o sistema operacional, que foi aposentado compulsoriamente por ela no dia 8 de abril

A correção vai ser baixada e instalada automaticamente em computadores Windows configurados para receber updates de segurança automáticos da Microsoft.

A maioria das máquinas tem o update automático ativado, segundo a Microsoft. Usuários que optaram por não ativar o update automático precisam instalar a correção manualmente. Para isso precisam ir imediatamente até a página do site Technet e baixar a correção.

"Levamos muito a sério a segurança dos nossos produtos. Quando vimos os primeiros alertas sobre a vulnerabilidade decidimos corrigi-la rápido e corrigi-la para todos os nossos consumidores", disse Adrienne Hall, head da Microsoft Trustworthy Computing.

A falha, que afeta o IE 6 até o IE 11, permite que atacantes infectem e invadam remotamente um computador, executando um código malicioso que toma posse da máquina dando a eles os mesmos direitos de uso do computador que seu dono.

O grande problema é que o ataque acontece totalmente às escuras e no momento em que um usuário utiliza o Internet Explorer para entrar num site que tenha o código malicioso pronto para invadir o computador. O usuário pode ser levado a tais sites por links em mensagens de texto, redes sociais ou mesmo emails falsos.

Preocupado com os riscos - já que o Internet Explorer ainda equipa pelo menos 50% de computadores no mundo todo - o departamento de segurança do governo americano recomendou que os usuários não usassem o browser até que uma correção fosse liberada para o problema.

“Embora tenhamos tomado a decisão de liberar o update de segurança para o Windows XP, lembramos que o sistema operacional não é mais suportado pela Microsof e continuamos a encorajar os nossos consumidores a migrar para uma versão mais moderna do sistema, como Windows 7 ou 8.1, e também sugerimos que todos os consumidores mudem seus navegadores para a versão mais recente, o Internet Explorer 11", escreve Dustin C. Childs, gerente de grupo de comunicações de resposta da Microsoft.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site