Novo
Agora IDGNow! é IT Midia.com
Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Microsoft e Yahoo partem para negociação amigável sobre fusão
Microsoft e Yahoo partem para negociação amigável sobre fusão
Home >

Microsoft e Yahoo partem para negociação amigável sobre fusão

Miami - Microsoft desiste de compra hostil e começa a negociar valores com o Yahoo, informam The New York Times e The Wall Street Journal.

IDG News Service/EUA

02/05/2008 às 18h13

Foto:

No lugar de iniciar uma oferta hostil pelo Yahoo, nesta sexta-feira (02/05), a Microsoft parece ter conseguido finalmente sentar-se para negociar os ganhos de uma provável fusão. A concretização do negócio, entretanto, ainda está longe de ocorrer informam os jornais The New York Times e The Wall Street Journal nesta sexta-feira (02/05).

Citando fontes anônimas, ambos os jornais norte-americanos dizem que o diálogo entre as duas empresas começa a engrenar.

> Acompanhe o caso Microsoft x Yahoo

Anunciada há três meses, a proposta de aquisição do Yahoo pela Microsoft, avaliada em 44,6 bilhões dólares no dia 1º de fevereiro, caiu para 42 bilhões por conta da desvalorização das ações da Microsoft após a oferta.

No início de sua ofensiva, o conselho da Microsoft parecia confiante em relação ao negócio, mas as recusas do Yahoo argumentando que a proposta estava abaixo de um valor ideal esfriaram a negociação. Enquanto isso, a empresa de internet buscava alternativas para driblar a fusão, incluindo uma aliança com o Google.

Após o fim do prazo para que uma negociação fosse fechada, fontes do mercado apostavam, nesta sexta-feira (02/05) no anúncio de uma estratégia de aquisição hostil. A estratégia da Microsoft envolveria a nomeação de novos candidatos ao conselho do Yahoo, que seriam favoráveis à fusão. A lista de executivos já estava pronta, segundo fontes.

No entanto, o jogo mudou de figura e agora as empresas parecem dispostas a negociar um preço justo, de forma amigável.

De acordo com o The Wall Street Journal, a Microsoft sinalizou, esta semana, que estava disposta a elevar o valor de sua oferta por ação dos atuais 29,30 dólares para 33 dólares. O valor ainda está abaixo do mínimo de 35 dólares por ação exigido pelos acionistas do Yahoo. Segundo o The Times, se o valor atingir 34 dólares por ação é possível que as empresas cheguem finalmente a um acordo.

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site