Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Metade dos brasileiros espiona seus parceiros usando stalkerware
Metade dos brasileiros espiona seus parceiros usando stalkerware
Home > Internet

Metade dos brasileiros espiona seus parceiros usando stalkerware

Segundo levantamento da Kaspersky Lab, produtos da companhia detectaram cerca de 60 mil spyware instalados

Da Redação

05/04/2019 às 10h32

Foto: Shutterstock

Spyware são aplicações que rodam em segundo plano e são instaladas nos telefones – geralmente por parceiros ou ex-parceiros – para monitorar e rastrear as atividades do dispositivo. Neste caso o software é classificado como “stalkerware”, pois não há o consentimento da vítima. Apesar de não serem considerados ilegais, sua presença é, na maioria das vezes, indesejada e fere a privacidade alheia. Segundo levantamento da Kaspersky Lab de 2018, quase metade (49%) dos brasileiros admitiu espionar online seu companheiro.

O aplicativo espião, geralmente, permite que a pessoa que a instalou acesse as informações do dispositivo dos usuários, mensagens SMS, fotografias, conversas em redes sociais, dados de geolocalização e, em certos casos, transfira gravações de áudio e câmera em tempo real.

A instalação de stalkerware no dispositivo de outra pessoa exige o acesso físico, mas isso pode ser feito rapidamente. Somente no ano passado, a Kaspersky Lab detectou esses programas em 58.487 dispositivos móveis únicos – provando a gravidade da situação.

No estudo "Cuidado com o stalkerware", a Kaspersky alerta que, juntamente com a óbvia invasão de privacidade, tais programas geralmente não possuem medidas para proteger os dados confidenciais que estão sendo sequestrados. Cinco dos 10 programas stalkerware analisados tiveram uma violação de dados ou foram considerados vulneráveis a ataques deste tipo. Os analistas descobriram ainda que um fornecedor armazenava arquivos de dados de vítimas em um servidor com vulnerabilidades de segurança críticas, deixando os dados armazenados acessíveis a todos.

O estudo realizado pelos pesquisadores da Kaspersky Lab também expõe a extensão da chamada indústria stalkerware. Mesmo programas que foram desligados ou, pelo menos, afirmam ser assim, continuam a ser comercializados nos canais oficiais de mídia social e oferecem modelos de negócios semelhantes aos de franquias para os compradores.

Para endereçar esse tipo de atividade, a Kaspersky lançou no aplicativo Kaspersky Internet Security para Android a função “Alerta de Privacidade”. O recurso permite que o usuário seja avisado caso suas informações particulares estejam sendo monitoradas por meio de spyware comerciais.

IDG Now! agora é itmidiacom. Para ler mais notícias, acesse.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site