Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Malware disfarçado de app infecta mais de 45 mil aparelhos Android
Malware disfarçado de app infecta mais de 45 mil aparelhos Android
Home > Internet

Malware disfarçado de app infecta mais de 45 mil aparelhos Android

Vírus não é removido mesmo após aplicativo ser deletado, apontaram pesquisadores de segurança

PC World Brasil

01/11/2019 às 17h56

Foto: Shutterstock

Um novo vírus está aumentando a preocupação dos usuários de dispositivos móveis com o sistema Android, já que foi descoberto um tipo de malware que não sai do aparelho mesmo após o app ser removido. Ao todo, foram infectados mais de 45 mil aparelhos que possuem o sistema operacional do Google.

De acordo com pesquisadores de segurança, o malware xHelper está aparecendo na apuração de programas antivírus. Felizmente, eles também revelaram que o vírus não é capaz de danificar o dispositivo móvel ou mesmo roubar informações. Segundo as empresas MalwareBytes e Symantec, o xHelper é semelhante a um adware e exibe anúncios pop-up sem a permissão do usuário ou notificação do aplicativo. Ao clicar nas propagandas exibidas pelo xHelper, os usuários são levados até a Google Play Store e a instalação de novos apps é oferecida, porém antes do download ser aceito ele já é iniciado.

Atualmente, o xHelper é capaz de fazer cerca de 2,4 mil infecções em dispositivos por mês, o que significa cerca de 131 novas infecções diariamente. A maior parte dos aparelhos infectados não são do Brasil – os maiores números foram encontrados nos Estados Unidos, Rússia e Índia.

Os pesquisadores da MalwareBytes e Symantec encontraram um ponto não muito comum em trojans como o xHelper. O vírus vai embutido no aplicativo, mas ao instalar a ferramenta ele faz uma instalação independente. Assim, mesmo após a remoção do serviço, o vírus não deixa de existir.

Apesar de o trojan não representar um grande perigo aos usuários, já que não rouba informações ou danifica o dispositivo, até o momento não foi encontrada nenhuma maneira definitiva de removê-lo do aparelho. Alguns usuários conseguiram usar programas pagos para realizar a remoção, mas outros ainda estão buscando pela solução em fóruns.

De qualquer forma, as empresas de segurança indicaram que os usuários de dispositivos móveis tenham mais cuidado com os tipos de app que instalam em seus smartphones. Como os especialistas ainda não entenderam completamente o novo vírus, eles acreditam que o xHelper pode servir como porta de entrada para outros arquivos maliciosos.

 

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio