Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Mais de 49 milhões de dados de influenciadores no Instagram vazam na web
Mais de 49 milhões de dados de influenciadores no Instagram vazam na web
Home > Internet

Mais de 49 milhões de dados de influenciadores no Instagram vazam na web

Segundo investigação do TechCrunch, banco de dados na nuvem da Amazon ficou exposto sem uma senha. Dados pertenciam a empresa com sede na Índia

Da Redação

20/05/2019 às 17h01

Foto: Shutterstock

Um banco de dados com mais de 49 milhões de dados de influenciadores, celebridades e marcas, armazenados na nuvem da Amazon, foram encontrados na internet. Segundo informações do TechCrunch, o banco de dados foi deixado exposto sem uma senha, ficando aberto para qualquer pessoa acessá-lo.

Informações sobre biografia, fotos de perfil, número de seguidores, localização, além de informações privadas como dados de contato, incluindo aí e-mail e número de telefone, estavam acessíveis. A descoberta foi feita pelo pesquisador de segurança Anurag Sen, que reportou inicialmente o incidente ao portal de tecnologia.

De acordo com a apuração do TechCrunch, o banco de dados pertence a uma empresa de mídias sociais baseada em Mumbai, chamada Chtrbox, que paga influenciadores para publicar conteúdo patrocinado para ser veiculado em seus perfis. O banco de dados contém métricas que avaliam a influência dos perfis.

O TechCrunch entrou em contato com uma série de pessoas para descobrir se os números de telefone e e-mail encontrados no banco de dados era válido. Duas pessoas confirmaram as informações. Entretanto, de acordo com a reportagem elas não teriam envolvimento com o Chtrbox. Pouco depois de ser contatada pelo TechCrunch, a empresa de mídias sociais tirou do ar o banco de dados, mas não respondeu a pedidos de comentários.

O Facebook, que detém o Instagram, reportou que investiga o incidente. "Estamos analisando a questão para entender se os dados descritos, incluindo e-mail e números de telefone, são do Instagram ou de outras fontes", disse um comunicado. "Também estamos perguntando com o Chtrbox para entender de onde esses dados vieram e como se tornaram disponíveis publicamente", acrescentou.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site