Novo
Agora IDGNow! é IT Midia.com
Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Mais de 190 milhões de CPFs de brasileiros estão em novo vazamento de dados
Mais de 190 milhões de CPFs de brasileiros estão em novo vazamento de dados
Home > Internet

Mais de 190 milhões de CPFs de brasileiros estão em novo vazamento de dados

Segundo informações do G1, 35 milhões de CNPJs também estavam abertos em banco de dados da empresa CheckMeuCarro

Da Redação

29/01/2019 às 12h00

Foto: Shutterstock

Mais de 190 milhões de registros de CPF e outros 35 milhões de registros de CNPJ de brasileiros integram um novo vazamento de dados. Segundo informações do portal G1, a CheckMeuCarro, empresa que vende relatórios sobre a situação de veículos emplacados no Brasil, teria deixado aberto o banco de dados contendo as informações de pessoas físicas e de empresas brasileiras. Dados como nomes, endereços, telefones, renda, classe social, datas de nascimento, escolaridade e nome da mãe estavam abertos, porém nem todos os cadastros estavam completos.

O vazamento de informações foi, inicialmente, reportado, de acordo com o G1, por um especialista em segurança que pediu para não ser identificado. Segundo a fonte, até o dia 17 de dezembro essas informações podiam ser consultadas sem senha, bastando acessar o determinado endereço. Entretanto, não é possível saber por quanto tempo tais dados ficaram sem proteção.

Em seu site, a CheckMeuCarro afirma que é gestora da maior base de veículos sinistrados do Brasil e que esses “dados exclusivos” vêm de “diversas fontes públicas e privadas e empresas especializadas”. Os relatórios são comercializados na internet. A empresa pertence ao mesmo grupo da BankScore, especializada em consultas de dados cadastrais para “scores de crédito”. Ambas têm sede em Curitiba e atendem no mesmo número de telefone.

Depois de ser procurada pelo G1, a empresa deixou o servidor inacessível, fechando o acesso aos dados. Em comunicado ao site, a CheckMeuCarro se defende e informa que "apenas trabalha com dados públicos e estimativas (inteligência de dados)". A empresa ainda cita diversas fontes de dados (como listas de aprovados em concursos e ProUni, além de ocorrências policiais e processos na Justiça) como a origem das informações que relacionam nomes e números de CPF.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site