Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Google Maps terá navegação anônima para deixar de rastrear você
Google Maps terá navegação anônima para deixar de rastrear você
Home > Mobilidade

Google Maps terá navegação anônima para deixar de rastrear você

Empresa reforça recursos de privacidade e traz modo incógnito para seus aplicativos

Da Redação

09/05/2019 às 14h57

Foto: Shutterstock

O Google apresentou diversos recursos de privacidade para seus aplicativos durante o Google I/O, sua conferência voltada para desenvolvedores. Dentre os anúncios, um modo de navegação anônima será disponibilizado no Google Maps, da mesma forma que já é possível utilizá-lo no Chrome.

A empresa quer tornar mais simples a gestão da privacidade pelos usuários. Assim, basta tocar na foto de perfil para que você consiga ativar ou desativar o “modo incógnito”. Quando ativado, o modo não vincula à conta do usuário os locais pesquisados nem dados de navegação.

O modo também será incluído nos aplicativos e serviços do Google até o fim do ano, como o widget de busca. No app YouTube, a funcionalidade já pode ser ativada para que os vídeos assistidos não fiquem registrados nos históricos de busca, nem sejam atrelados às sugestões de vídeos semelhantes. O recurso foi desenvolvido com base na ferramenta de pesquisa anônima adicionada no YouTube no ano passado.

"Privacidade e segurança são a base de todo o trabalho que fazemos", afirmou o CEO Sundar Pichai durante o evento realizado na terça-feira (7).

Na semana passada, a gigante de tecnologia já havia anunciado um recurso de configuração que permitirá que os usuários excluam os dados de localização automaticamente. A partir das configurações da conta do Google no celular e na web, é possível selecionar quanto tempo o usuário quer manter seus registros de histórico de busca e navegação (3 meses ou 18 meses).

O CEO do Google explicou que isso ajuda a pesquisa funcionar melhor e, com o recurso de exclusão automática, o usuário poderá escolher por quanto tempo deseja que esses dados fiquem salvos. “Depois disso, todo e qualquer dado será automaticamente e continuamente apagado da sua conta”, detalhou.

Agora, esse controle também estará disponível no próximo mês para os aplicativos do Google, como o Maps, de forma que os dados mais antigos serão excluídos permanentemente.

Um foco maior em recursos de privacidade por parte da gigante de buscas ocorre ao mesmo tempo em que escândalos de vazamento de dados expõem as grandes empresas de tecnologia e acendem a preocupação dos usuários. No ano passado, veio à tona a notícia de que dados de mais de 500 mil usuários da rede social Google+ teriam sido expostos. Após a polêmica, o Google decidiu que vai encerrar a rede social em agosto, depois 10 meses de suspensão do serviço.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site