Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Google começa a oferecer acesso offline ao Gmail na quinta-feira
Google começa a oferecer acesso offline ao Gmail na quinta-feira
Home > Internet

Google começa a oferecer acesso offline ao Gmail na quinta-feira

Miami - Novo recurso vai determinar automaticamente quais mensagens devem ser baixadas para o PC de acordo com data e nível de importância.

IDG News Service/EUA

28/01/2009 às 9h51

Foto:

O Google começará a oferecer um dos recursos mais esperado para o Gmail: o acesso offline às mensagens.

O Gmail Webmail, que permitirá  que as pessoas usem a interface do Gmail mesmo sem estarem conectadas à internet, tem sido esperado desde meados de 2007, quando o Google anunciou o Gears, um plug-in para navegador desenvolvido para acesso offline a aplicativos baseados em internet.

Atualmente o Gears é usado para acesso a vários aplicativos do Google, como o Reader e o Docs e de outros provedores, como o Zoho, que usa o acesso offline para seus aplicativos de e-mail e editor de texto.

Rajen Sheth, gerente de produto para o Google Apps disse que aplicar o Gears ao Gmail foi uma tarefa muito complexa, principalmente por causa do alto volume de mensagens que as contas podem armazenar.

O Google lançou a opção de permitir que os usuários repliquem as caixas de entrada completas do Gmail em seus PCs, que em muitos casos se transformaria em gigabytes de dados transbordando os discos rígidos das pessoas.

Em vez disso, desenvolveu algorítimos que automaticamente determinarão quais mensagens devem ser baixadas para o PC, levando em consideração uma variedade de fatores que refletem o nível de importância de tais mensagens para o usuário. Usuários finais não serão capazes de alterar tais configurações manualmente.

Informações como as "tags" que os usuários colocam nas mensagens ou mesmo as estrelas podem ser utilizadas pelo Gmail determinar quais delas devem ser baixadas. Outro critério será a data, dando prioridade às mais recentes. Dependendo da quantidade de e-mails, o usuário pode ver baixadas mensagens de dois meses atrás e até mesmo dois anos, disse Sheth.

"Rigorosamente testada", segundo o Google, a funcionalidade estará disponível a partir de quinta-feira (29/01) à noite nos Estados Unidos.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site