Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Funcionários do governo dos EUA usam criptografia para criticar Trump
Funcionários do governo dos EUA usam criptografia para criticar Trump
Home > Internet

Funcionários do governo dos EUA usam criptografia para criticar Trump

Trabalhadores de agências federais estão recorrendo a apps criptografados, novos e-mails e celulares mais seguros para criticar presidente sem perder o emprego.

Da Redação

02/02/2017 às 16h15

criptografia_625.jpg
Foto:

Legenda:

Funcionários de diferentes órgãos do governo federal dos EUA estão recorrendo a meios alternativos de comunicação para conversarem sobre o que não gostaram das ações do novo presidente Donald Trump sem arriscarem seus empregos.

Segundo uma nova reportagem do site Politico, trabalhadores da Agência de Proteção Ambiental, do Departamento de Trabalho e do Escritório de Relações Internacionais, entre outras agências, estão formando grupos de conversa em aplicativos de mensagens criptografados, como o Signal, criando novas contas de e-mail para escapar da vigilância do governo e até mesmo comprando celulares “descartáveis” ou smartphones mais seguros.

Todo esse cuidado tem explicação, já que as comunicações realizadas nas agências governamentais ser monitoradas pelo governo americano e até mesmo causar a demissão dos funcionários, dependendo do conteúdo das conversas. 

Desta forma, os trabalhadores buscam organizar suas estratégias, preparar documentos contra medidas de Trump e até mesmo entrar em contato com veículos de comunicação para mostrar seu descontentamento com o presidente americano.

De acordo com um funcionário da Agência de Proteção Ambiental que foi entrevistado pelo Politico sob anonimato, a intenção é “criar uma rede pela agência” com pessoas que irão se manifestar caso os funcionários apontados por Trump façam algo com que não concordem, como uma decisão fora da lei ou resolvam apagar dados científicos importantes.

Procurada pela reportagem do Politico, a Casa Branca não se manifestou sobre o assunto.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site