Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Funcionários da NET são acusados de assediar clientes pelo WhatsApp
Funcionários da NET são acusados de assediar clientes pelo WhatsApp
Home > Internet

Funcionários da NET são acusados de assediar clientes pelo WhatsApp

Após denúncia de assinante, várias outras pessoas relataram casos semelhantes. Empresa diz que "está tomando todas as medidas apropriadas".

Da Redação

27/05/2015 às 10h24

net_625.jpg
Foto:

Legenda:

Funcionários da NET estão sendo acusados nas redes sociais de assediarem assinantes da empresa por meio de mensagens no WhatsApp.

O caso veio à tona na noite desta terça-feira, 26/5, quando a jornalista Ana Prado revelou que um funcionário da NET, que tinha ligado para oferecer um pacote na manhã de ontem, retomou o contato, mas dessa vez WhatsApp, sem autorização da cliente.

Nas mensagens compartilhadas por Ana em sua página no Facebook, o funcionário da NET aborda a jornalista, dizendo que “ficou curioso por conta da voz” da mulher. Após Ana questionar que ele estava sendo invasivo, o funcionário da NET disse: “Eu tenho apenas o seu telefone...Nós temos acesso a todos os dados dos clientes”.

Ao fim da conversa, quando Ana pede para que ele apague seu número de telefone, o atendente da NET simplesmente afirma que não liga de ser processado e diz que “terá o prazer de ganhar a causa”.

netwhatsapp.jpg

Mais casos

Nos comentários do post de Ana, várias pessoas, principalmente mulheres, relataram casos parecidos em que também foram abordadas por funcionários da NET de forma indesejada pelo WhatsApp.

Posição da NET

Procurada pela nossa reportagem, a assessoria da NET enviou o seguinte comunicado sobre o assunto no final da tarde de hoje:

"Com base nas informações tornadas públicas pela cliente Ana Prado em 26/05/2015, a NET informa que está averiguando o fato relatado e tomará todas as medidas cabíveis para apurar,

identificar e afastar sumariamente qualquer colaborador ou prestador de serviço que faça uso indevido de informações pessoais, confidenciais e sigilosas de nossos clientes;

Estamos, ainda, solicitando à cliente para que faça registro de um Boletim de Ocorrência na Polícia, a fim de que o fato seja apurado também na esfera criminal;

Cumpre ainda esclarecer a todos os nossos clientes que tratamos suas informações pessoais com as mais rigorosas práticas e políticas de proteção ao sigilo. Todos os prestadores de serviços da companhia estão obrigados contratualmente a assegurar a proteção dos dados dos consumidores e são proibidos de utilizar estas informações para qualquer outro fim.  Também ficam cientes das sanções contratuais, cíveis e criminais aplicáveis em caso de descumprimento;

Além disso, os colaboradores envolvidos em atividades de atendimento ao cliente têm acesso aos dados estritamente necessários para executar suas funções, sempre de forma individualizada e rastreável."

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site