Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Funcionários da Amazon protestam contra condições de trabalho nos EUA
Funcionários da Amazon protestam contra condições de trabalho nos EUA
Home > Internet

Funcionários da Amazon protestam contra condições de trabalho nos EUA

Manifestantes em Minnesota pediam aumento de adicional noturno, além de restrições de peso nas caixas que carregam

Da Redação

07/10/2019 às 16h40

Foto: Shutterstock

Na última semana, cerca de 60 trabalhadores da Amazon protestaram em frente ao centro de distribuição na cidade de Eagan, em Minnesota, EUA. Os manifestantes, em sua maioria, mulheres descendentes da Somália, exigiam aumento de adicional no turno da noite, restrições de peso nas caixas que carregam e a reversão de um limite de carga horária de 30 horas semanais. As informações são da Vice.

A gigante do varejo online de Jeff Bezos se encontra em um período crescente de ativismo por parte de funcionários, tanto operários como funcionários do quadro executivo. Há cerca de três semanas, mais de 1.000 funcionários da companhia firmaram a primeira manifestação formada por executivos da história da companhia.

No caso da manifestação mais recente, uma das reivindicações dos funcionários é com relação ao salário.  A empresa não pagaria adicional por trabalharem durante a madrugada. O salário dos funcionários daquele estabelecimento fica em torno de US$ 16,25 por hora.

Como informa a Vice, a greve em Eagan durou cerca de 2h30, mas só terminou quando um dos gerentes presentes no centro se comprometeu em resolver os problemas citados pela manhã. Todas as entregas de caminhões daquela noite foram canceladas.

Esta é a segunda greve na fábrica de Eagan nos últimos dois meses. Em agosto deste ano, 80 funcionários saíram de seus postos de trabalho para protestar contra as condições de estacionamento. Em duas horas, a gerência concordou em expandir o estacionamento para fora do local, além de reembolsar os trabalhadores por carros rebocados.

 

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio