Novo
Agora IDGNow! é IT Midia.com
Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Google fora do ar: relembre as principais panes nos serviços da empresa
Google fora do ar: relembre as principais panes nos serviços da empresa
Home > Internet

Google fora do ar: relembre as principais panes nos serviços da empresa

São Paulo – Na mesma semana em que 14% dos usuários ficaram sem acesso ao Google, IDG Now! relembra as piores panes enfrentadas pelo buscador.

Guilherme Felitti, editor assistente do IDG Now!

15/05/2009 às 18h16

Foto:

google_cortes_88.jpgO todo-poderoso Google também tem aqueles dias em que sente que não deveria sair da cama. Se antes pareciam não preocupar usuários que concentram suas vidas em suas ferramentas online, as panes do Google nos últimos meses vêm acontecendo com uma frequência que pode preocupar quem depende dos serviços para trabalhar, por exemplo.

Na semana em que o Google enfrentou uma das piores paralisações da sua história, com 14% dos seus usuários no mundo todo incapazes de ler e-mails, buscar conteúdos ou ver vídeos no YouTube, por exemplo, o IDG Now! compilou as panes experimentadas pelo Google nos últimos anos.

Leia mais:
> Brasileiros sem Google por 30 minutos
> Gmail sobre 6º parada em três meses
> Erro humano gera falha em busca no Google
> As piores panes da web em 2008
> O Google e os trovões nas nuvens

Das três quedas do Gmail em agosto de 2008 à instabilidade de menos de uma hora enfrentada apenas por brasileiros em maio, confira um retrospecto dos problemas de acesso enfrentados pelo Google no mundo todo.

Maio de 2005
Serviço: busca
O que aconteceu: A pane foi curta, mas já antevia a dor de cabeça que alguns usuários enfrentariam nos problemas futuros.

O Google admitiu que seu serviço de busca ficou fora do ar durante 15 minutos no dia 7 de maio de 2005, um sábado, o que ajudou o problema a passar batido. Blogueiros, como Om Malik, do GigaOm, reportaram o incidente questionando se o Google não havia sido invadido.

O problema, afirmou o buscador, tinha a ver com o sistema de nomes e domínios da internet (conhecido tecnicamente pela sigla DNS) e, dependendo da demora de atualização dos servidores, fez com que o buscador ficasse fora do ar além dos 15 minutos relatados pelo Google.
++++
Julho de 2008
Serviço: Orkut
O que aconteceu: nada poderia preparar os brasileiros para a pane que lhes tiraria o acesso à rede social Orkut no dia 21 de julho de 2008.

Após usuários relatarem problemas para acessar suas contas (o que levou muitos a perfis de desconhecidos), o Google colocou o Orkut em manutenção perto das 18h15, tirando acesso dos brasileiros e indianos.

A rede social ficou fora do ar durante seis horas e forçou o Google a recuperar os perfis afetados (0,1% dos usuários foram afetados, diz o buscador) com backups feitos no dia anterior à falha, algo que descartou muitas alterações feitas pelos atingidos pelo problema.

Até que voltasse ao ar no meio da madrugada, porém, o Orkut foi o principal assunto entre brasileiros online, que reclamavam e contavam seus problemas, principalmente, pelo Twitter.

Julho e agosto de 2008
Serviço: Gmail
O que aconteceu: o segundo semestre de 2008, definitivamente, não foi um bom período para a equipe do Gmail. O popular serviço de e-mails do Google sofreu cinco panes de acesso entre julho e outubro de 2008, sendo três delas somente em agosto.

A primeira pane, em 16 de julho, resultava em um erro pela grande quantidade de acessos simultâneos, conhecido pelo número 502, segundo relatos de usuários em fóruns de ajuda do Google.

Em agosto, porém, a pane se tornou séria. O primeiro problema ocorreu em 6 de agosto, quando uma falha técnica desconhecida, segundo o Google, fez com que o serviço de e-mails ficasse fora do ar por mais de 15 horas.

Menos de uma semana depois, no dia 11 de agosto, um problema similar, causado pelo sistema de contatos do Gmail, fez com que o serviço de mensagens também se tornasse indisponível para determinados usuários “por algumas horas”, segundo o Google.
++++
O pior, porém, viria em 15 de agosto. Novamente, um erro 502 fez com que não apenas o Gmail ficasse fora do ar, mas o sistema de mensagens usado no Google Apps, algo oferecido por planos pagos pelo Google para uso em empresas, também por mais de 24 horas.

O Google não revelou a razão pela qual o Gmail ficou fora do ar por mais de um dia nessa última pane e anunciou descontos para usuários do Apps afetados.

Outubro de 2008
Serviço: Gmail
O que aconteceu: não bastassem os seguidos problemas em agosto, outubro reservava mais uma dor de cabeça para usuários do webmail do Google.

Relatos de clientes do Apps davam conta que o serviço de e-mails ficou novamente fora do ar por períodos que variavam entre quatro horas e até 24 horas no dia 16 de outubro de 2008.

Antes da solução do problema, o Google anunciou que a questão afetava “um número pequeno de usuários”. Com o serviço normalizado, o buscador, novamente, se calou sobre a razão da instabilidade.

Janeiro de 2009
Serviço: busca
O que aconteceu: em 31 de janeiro de 2009, a busca do Google não ficou propriamente fora do ar, mas deu um susto em usuários que confiavam em uma ferramenta do buscador para saber quais sites poderiam danificar seus computadores.

Um erro humano fez com que todos os sites listados nos resultados do Google fossem taxados como potenciais riscos à integridade da máquina do usuário, o que, na teoria, inviabilizava totalmente a navegação dos mais prevenidos.

O problema durou cerca de uma hora e foi corrigido pelo Google, que, por meio da vice-presidente de buscas, Marissa Mayer, o classificou como “falha clara” e se desculpou pela inconveniência.
++++
Fevereiro de 2009
Serviço: Gmail
O que aconteceu: a madrugada de 24 de fevereiro de 2009 marcou a sexta pane do Gmail em seis meses.

Quem tentava entrar no serviço entre 2h30 e 5h (horário de Brasília) se deparava com a mesma mensagem de erro 502 que causou algumas das instabilidades anteriores.

Por mais que o Google afirme oficialmente que a pane durou duas horas e meia, relatos de usuários dão conta que a instabilidade chegou a durar até 4 horas – período muito menos impactante do que as mais de 24 horas sem acesso na quarta crise.

Maio de 2009

Serviços: Reader, Gmail, busca, Maps e outros.
O que aconteceu: os primeiros relatos do Google fora do ar entre brasileiros começaram a aparecer na tarde de 07 de maio, com muitos usuários reclamando no Twitter de que o acesso à busca ou a serviços como Reader, Maps e Gmail estavam impossíveis.

No começo da noite, o Google Brasil soltou comunicado oficial culpando falhas em roteadores durante uma manutenção padrão da rede de um provedor como principal causa da lentidão ou inacessibilidade dos serviços para alguns brasileiros.

O buscador não confirma quanto tempo durou o problema, mas leitores do IDG Now! relatam dificuldades de acesso por menos de uma hora, a partir das 16h.

Em um segundo comunicado, o buscador reiterou que a falha não veio de nenhum dos seus servidores, o que fez com que as dificuldades de acesso tenham atingido uma porcentagem indefinida, e não todos os brasileiros.

Maio de 2009
Serviços: Gmail, busca, Maps, Apps, YouTube, Analytics, Docs e outros.
O que aconteceu: o que alguns brasileiros selecionados experimentaram uma semana antes chegou a usuários de diversos países nesta semana, com uma pane global do Google que atingiu muitos de seus serviços.

Entre 9h45 e 13h20 (horário de Brasília) desta quinta-feira (14/05), usuários dos Estados Unidos, Austrália, França, China e Brasil, além de outros países, sofreram problemas para acessar muitos dos serviços do Google.

A pane generalizada fez com que a tag “#googlefail” se tornasse a mais replicada no Twitter durante a manhã e parte da tarde da quinta-feira.

No final do dia, com os problemas estabilizados, o vice-presidente sênior de operações, Urs Hoelzle, escreveu um post culpando um congestionamento de dados em servidores da Ásia pela instabilidade global dos seus serviços.

No mesmo post, a empresa informou que 14% dos usuários dos serviços do buscador pelo mundo foram afetados pela pane.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site