Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Facebook e Google testemunham em audiência no Congresso dos EUA
Facebook e Google testemunham em audiência no Congresso dos EUA
Home > Internet

Facebook e Google testemunham em audiência no Congresso dos EUA

Empresas devem esclarecer esforços para impedir compartilhamento de ideologias nacionalistas e supremacistas brancas em seus serviços

Da Redação

09/04/2019 às 11h44

Foto: Shutterstock

Nesta terça-feira (9), representantes do Facebook e do Google prestam esclarecimentos sobre o avanço do extremismo em suas plataformas ao Congresso americano. A audiência contará com Neil Potts, responsável pela equipe de política de conteúdo do Facebook, e Alexandria Walden, advogada de liberdade de expressão e direitos humanos do Google.

A preocupação com a disseminação de conteúdos extremistas violentos tanto no Facebook quanto no Google foi acendida depois do massacre em Christchurch, na Nova Zelândia, no qual um terrorista atacou duas mesquitas, matando 50 pessoas e ferindo outras 50. O ataque foi transmitido ao vivo pelo atirador no Facebook, o que levou a disseminação descontrolada do vídeo nessas plataformas. Agora, as autoridades querem saber até que ponto as duas empresas estão preparadas para evitar esse tipo de incidente.

Em março, o Facebook esclareceu que estava proibindo conteúdo nacionalista e separatista branco em seus serviços, com base em orientações de grupos de direitos civis. As duas empresas informaram que contrataram milhares de pessoas para reportar mau comportamento em suas plataformas e que estão desenvolvendo ferramentas de inteligência artificial para detectar postagens desse tipo.

A audiência, realizada no Comitê de Justiça do Senado, é transmitida ao vivo pelo YouTube e pode ser acompanhada pelo link.

Além dessa reunião, está agendada para o dia 10 (quarta-feira) outra audiência "liberdade de expressão sufocante: a censura tecnológica e o discurso público" no congresso dos EUA. Na ocasião, representantes legais das empresas Facebook, Google e Twitter discutirão o tema com autoridades do judiciário do Senado americano.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site