Novo
Agora IDGNow! é IT Midia.com
Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Estreia da Xiaomi na bolsa de Hong Kong fica abaixo do esperado
Estreia da Xiaomi na bolsa de Hong Kong fica abaixo do esperado
Home > Mobilidade

Estreia da Xiaomi na bolsa de Hong Kong fica abaixo do esperado

Expectativa inicial era alcançar valor de mercado de US$100 bilhões com o IPO, mas fabricante chinesa teve de se contentar com “apenas” US$54 bilhões.

Da Redação

10/07/2018 às 14h40

xiaomimimax2_625.jpg
Foto:

A Xiaomi teve uma estreia bem abaixo do esperado na bolsa de valores de Hong Kong nesta segunda-feira, 9/7, segundo informações da Reuters.  Enquanto a expectativa inicial era alcançar um valor de mercado de 100 bilhões de dólares e o alvo mais recente estava na casa dos 70 bilhões de dólares, a fabricante chinesa teve de se contentar com “apenas” 54 bilhões de dólares, conforme a agência de notícias. 

No total, a Xiaomi levantou aproximadamente 4,72 bilhões de dólares com o seu IPO (Oferta Pública Inicial) na bolsa de Hong Kong, em que a companhia vendeu 2,18 bilhões de ações – 1,4 bilhão das quais eram novas ações.

O preço de tabela das ações da Xiaomi era de 17 dólares de Hong Kong (HK$), sendo que o valor ficou em 16,80 dólares HK (cerca de 2,15 dólares americanos) no fechamento do primeiro dia na bolsa local após ter caído para 16 dólares HK no início das vendas.

De acordo com o The New York Times, muitos investidores ainda não enxergam a Xiaomi como uma “empresa de Internet”, como a companhia vem dizendo ao mercado recentemente. O jornal destaca também que os serviços de Internet da fabricante responderam por menos de 9% da sua receita no ano passado.

Com uma concorrência cada vez maior na China, a Xiaomi vem focando no mercado internacional, com chegadas recentes em países como Rússia e Espanha, além de ter um papel cada vez mais importante na Índia e estar planejando chegar aos EUA em 2019 – vale lembrar ainda que a Xiaomi saiu do mercado brasileiro em 2016 após menos de um ano no país. 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site