Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Este novo app usa deepfake para criar nudes de mulheres vestidas
Este novo app usa deepfake para criar nudes de mulheres vestidas
Home > Internet

Este novo app usa deepfake para criar nudes de mulheres vestidas

DeepNude usa inteligência artificial para criar imagens falsas de mulheres. App viola a privacidade e constrange mulheres

Da Redação

27/06/2019 às 11h59

Foto: Shutterstock

Um novo aplicativo recorre à tecnologia deepfake para criar nudes falsos de mulheres. Os nudes podem ser facilmente gerados por qualquer pessoa, basta subir uma imagem de uma mulher vestida no aplicativo para que ele devolva a foto "sem as roupas". No entanto, é importante lembrar que o nude é completamente gerado por inteligência artificial e não pode ser interpretado como real. A aplicação foi descoberta inicialmente pela repórter Samantha Cole, do Motherboard.

Chamado com o sugestivo nome de DeepNude, o software é gratuito para Windows, com qualidade de imagem reduzida. Há também uma versão premium que entrega melhor resolução nas imagens sendo vendida a US$ 99.

De acordo com informações do The Verge, que tentou testar o aplicativo, mas não conseguiu devido aos servidores aparentemente sobrecarregados, as duas versões, gratuita e premium deixam marcas que identificam a imagem como falsa. Porém, nada que com o uso de um software de edição de imagens e conhecimentos na área não seja possível remover a marca e tornar a imagem muito realista.

Em uma reportagem do HuffPost, seis mulheres que foram digitalmente inseridas em pornografia relataram suas experiências. Elas destacam principalmente como esses nudes feitos com deepfake podem prejudicar a vida pessoal e profissional de uma vítima. As imagens falsas são usadas para envergonhar, assediar e intimidar as mulheres.

A reportagem também denuncia a existência de fóruns onde é possível contratar “especialistas” na nova tecnologia para criar deepfakes de amigas, colegas de trabalho e até membros da família em vídeo. Ferramentas como DeepNude facilitam a criação dessas imagens falsas o que colabora com que mais pessoas façam mulheres passarem por situações constrangedoras.

No Brasil, A Câmara dos deputados aprovou no final do ano passado um projeto de lei que criminaliza manipulação de vídeos incluindo pessoas em cenas sexuais. Esse projeto inclui as edições feitas com deepfake e inteligência artificial. A pena vai de 6 meses a 1 ano e multa para quem for descoberto praticando esses crimes.

 

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site