Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Especial: saiba como evitar roubadas na Black Friday 2016
Especial: saiba como evitar roubadas na Black Friday 2016
Home > Internet

Especial: saiba como evitar roubadas na Black Friday 2016

Data promocional acontece nesta sexta-feira, 25/11, no Brasil e outras partes do mundo. Sites de comparação de preço podem ser arma poderosa contra fraudes.

Da Redação

23/11/2016 às 14h20

ecommerce_625.jpg.jpg
Foto:

A Black Friday acontece nesta sexta-feira, 25/11, aqui no Brasil (e outros lugares do mundo), o que significa que é hora de começar a se preparar para o evento promocional do e-commerce.

Uma das principais formas de evitar roubadas é comparar os preços dos produtos em que você possui interesse para evitar cair em pegadinhas e/ou maquiagens de preços das lojas on-line, sempre alvos de muitas reclamações, que inclusive renderam o nada agradável apelido de “Black Fraude” para a data.

Por isso, é mais do que indicado recorrer aos sites de comparação de preços como Zoom e Já Cotei, que lançaram ferramentas específicas para a Black Friday, além de ficar de olho para ver se a loja on-line possui o selo Black Friday Legal 2016, que funciona como uma garantia de que as ofertas da loja são reais e que a empresa se comprometeu a entregar no prazo. Veja mais aqui.

Muitas redes varejistas estão adotando o chamado “Black November” ou “Black Week”, que prometem estender a Black Friday durante todo o mês de novembro ou toda a semana, respectivamente - mais um motivo para ter atenção redobrada com os preços.

Outro ponto que vale ficar de olho é verificar no dia da Black Friday se o produto desejado realmente faz parte da promoção. Isso porque as lojas online não são obrigadas a colocar todos os seus itens em promoção.

Por fim, a conhecida “lista negra” do Procon-SP é uma ótima fonte de informação já que reúne centenas de sites de e-commerce que o consumidor deve evitar – são mais de 500 páginas na lista atualmente.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio