Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Empresas estão investindo em podcasts patrocinados. E o público está curtindo
Empresas estão investindo em podcasts patrocinados. E o público está curtindo
Home > Inovação

Empresas estão investindo em podcasts patrocinados. E o público está curtindo

McDonalds, Facebook e Lyft estão entre as empresas que apostam no formato para engajar mais seu público

Mônica Wanderley

21/08/2019 às 20h04

Foto: Shutterstock

Em crescimento, o mercado de podcasts começa a atrair mais a atenção de empresas que desejam usar a mídia como mais um canal de relacionamento com seus clientes. O formato varia: pode ser tanto um patrocínio nominal ao podcast ou um trabalho mais elaborado, como a construção de um episódio ou série focado em um tema que a marca deseja destacar.

Essa prática já se encontra um pouco mais consolidada nos Estados Unidos e, se ainda não é possível definir o impacto dessas inserções nas vendas, as empresas já registram sinais de que o público se mostra muito mais convidativo a esse tipo de interação.

Um tempero diferente

Em 2018, o McDonalds patrocinou o podcast investigativo “Serial” para que a produção veiculasse uma série de três episódios chamada The Sauce (O Molho, em inglês), falando sobre um caso famoso ocorrido no país: quamdo a empresa decidiu fazer uma ação promocional e trazer de volta por um dia o molho Szhechuan.

O problema: a companhia subestimou o interesse dos consumidores no produto, que gerou uma procura tão grande ao ponto de pessoas chegaram a brigar na fila do caixa para garantir o seu.  A ideia, na época, foi produzir a série como um pedido de desculpas para quem se frustrou com a situação.

Outro exemplo de parceria é o da New Balance, que se junto com a companhia de podcasts Gimlet Creative para criar o Dress Codes, show em que as pessoas contam uma história muito inusitada que aconteceu com elas enquanto explicam o que estavam vestindo no momento

E também vale citar produções tocadas pelas próprias companhias. Como o Three and a Half Degrees, do Facebook, e o Pick me up, produção criada pela empresa de caronas corporativas Lyft.

Sintonia com o público

De acordo com os especialistas ouvidos pelo The New York Times, a receita para fazer com que seu podcast patrocinado caia nas graças (e ouvidos) do público está em promover um tema de interesse que tenha relação com o seu produto ou serviço e deixar explícito que o conteúdo foi bancado por uma marca. Um episódio sem informações ou que não deixe essa relação clara não costuma gerar engajamento. Muito pelo contrário.

Um exemplo do que não fazer comentado na matéria foi o do Lifeline, comercial de 30 minutos produzido pela Qualcomm para promover o chip Snapdragon 820. Apesar do cuidado com a produção, contratando até ganhador do Oscar para dirigir a história, o filme foi criticado na época pela falta de transparência sobre as funções do chip e também por misturar entretenimento com publicidade.

Para quem decidir seguir a cartilha, o mercado de publicidade via podcast pode ser uma boa alternativa: diferente das produções veiculadas em plataformas como YouTube e Facebook ou outros formatos publicitários, existe interesse do público em consumir produções patrocinadas. Desde que elas tenham uma história de verdade para contar.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio