Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Empresa rebate Yahoo e diz que hackers comuns realizaram ataque
Empresa rebate Yahoo e diz que hackers comuns realizaram ataque
Home > Internet

Empresa rebate Yahoo e diz que hackers comuns realizaram ataque

Segundo a InfoArmor, vazamento de dados de milhões de usuários do Yahoo foi causado pelo Group E e não por hackers patrocinados por governos.

PC World / EUA

29/09/2016 às 11h34

Foto:

Legenda:

Criminosos comuns, e não hackers patrocinados por governos, realizaram o grande ataque que expôs os dados de mais de 500 milhões de usuários do Yahoo, aponta a empresa de segurança InfoArmor.

A afirmação da companhia especializada na área vai contra o que foi afirmado pelo próprio Yahoo, que culpa hacker patrocinados por governos pelo ataque que aconteceu em 2014 e só veio à tona recentemente.

De acordo com a InfoArmor, que diz inclusive possuir um pouco das informações roubadas, foram hackers de elite que realizaram o ataque.

A empresa de segurança afirma ter encontrado esses dados do ataque como parte da sua investigação sobre o Group E, uma equipe de cinco hackers profissionais que seriam da Europa Oriental.

“Segundo as nossas informações, a maioria dos clientes do grupo são spammers”, afirma o diretor da área de inteligência da InfoArmor, Andrew Komarov.

Antes dessa revelação da InfoArmor, outros especialistas em segurança também se mostraram céticos com as afirmações do Yahoo de que hackers patrocinados por governos seriam responsáveis pelo ataque - eles questionam a razão para o Yahoo não ter fornecido mais detalhes sobre isso.

A base de dados que a InfoArmor possui traz apenas milhões de contas, mas inclui dados como IDs dos usuários, senhas criptografadas, números telefônicos e códigos CEP, aponta Komarov.

A companhia afirma ter obtido os dados a partir de “fontes operacionais” há cerca de uma semana e verificou que as informações das contas são reais. Komarov não revelou mais sobre como InfoArmor obteve os dados.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site