Novo
Agora IDGNow! é IT Midia.com
Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Em SP, escola desenvolve metodologia própria para ensinar programação
Em SP, escola desenvolve metodologia própria para ensinar programação
Home > Internet

Em SP, escola desenvolve metodologia própria para ensinar programação

Madcode conta com duas unidades na capital paulista. Além dos cursos, escola promove intercâmbio de alunos para instituição de ensino no Vale do Silício

Carla Matsu, do iNOVA!Br

19/02/2015 às 12h26

madcode-625.jpg
Foto:

Aos poucos o ensino de programação começa a chamar a atenção não somente de escolas - em sua quase totalidade particulares - como também de jovens empreendedores, definindo uma nova tendência para o ensino especializado no Brasil. A Madcode, aberta em outubro de 2014 em São Paulo, é uma delas.

Segundo Daniel Cleffi, ex-executivo da Microsoft com passagem na área de educação, a Madcode surgiu de uma necessidade própria dele e de outros dois sócios. Todos com filhos e preocupados com o formação dos jovens em relação à tecnologia.

No entanto, foi preciso começar do zero. Sem referências do ensino no Brasil, Cleffi e uma equipe multidisciplinar de profissionais - incluindo nomes em pedagogia, psicologia e cientistas da computação, criaram uma metodologia própria baseada em desafios. A proposta é mostrar ao aluno que ele é capaz de fazer algo que, num primeiro momento, parecia impossível e se superar.

"Sabemos da importância da alfabetização digital, como um terceiro idioma no mundo onde vivemos. Hoje vemos que crianças e jovens passam muito tempo diante das telas, e a gente entende que se esses jovens estiverem alfabetizados digitalmente eles podem concretizar ideias que estão tendo. É melhor do que perder tempo se dedicando a coisas improdutivas", defende Cleffi. 

Com foco em crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos, a escola conta atualmente com cinco cursos: Programação, Robótica, Ensino de Aplicativos, Game Design e Empreendedorismo. As aulas têm duração de 1h30 e podem acontecer até duas vezes por semana.

Já o ensino de empreendedorismo é direcionado a adolescentes a partir de 14 anos. "O objetivo é ampliar a visão desses jovens. Eles têm uma imaginação fantástica que faz com que enxerguem soluções para contextos que estão inseridos. Uma vez que estiverem habilitados digitalmente, a ideia é que eles criem soluções para problemas. Então, se eles tiverem mesmo que uma noção básica de empreendedorismo, será que a gente não consegue aumentar o número de empreendedores de sucesso no Brasil?", questiona Cleffi.

Uma das novidades deste ano é a Oficina de Vestíveis que a escola prevê uma primeira turma em março. Um dos focos é reunir a personalização de roupas e acessórios dos próprios alunos e introduzir conceitos de eletricidade, circuito e hardware, por exemplo. A oficina conta com três módulos. Sendo que o desafio final é produzir uma roupa que além de esteticamente bonita, seja inovadora. As inscrições para a oficina estão abertas.

Recentemente, a escola também firmou parceria com uma instituição de ensino do Vale do Silício para promover, entre outras ações, o intercâmbio de alunos.

Até então a Madcode conta duas unidades (Jardins e Alto de Pinheiros) em São Paulo e com planos de expansão em 2015. Segundo Cleffi, a expectativa é estar presente nas principais capitais do país com modelo de franquia.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site