Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Dúvidas sobre campanha na internet atrasam votação
Dúvidas sobre campanha na internet atrasam votação
Home > Internet

Dúvidas sobre campanha na internet atrasam votação

Líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), diz que ainda é necessário discutir os pontos que tratam de ações eleitorais na internet.

Redação do IDG Now!

02/09/2009 às 18h55

Foto:

eleicao_online_88A votação do projeto de lei sobre a reforma eleitoral da Câmara (PLC 141/09) que altera a legislação eleitoral deve ficar para a próxima semana. O principal motivo foi a campanha via internet, que ainda gera dúvidas e dificultou um acordo no Plenário.

Em uma nota da Agência Senado, na tarde desta quarta-feira (2/9), o líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), disse que "ainda há muitas dúvidas em sua bancada, especialmente sobre os pontos que tratam de campanha eleitoral na internet, e que será necessário fazer mais discussões."

Mais sobre a nova lei eleitoral:
> Entenda a proposta da nova lei eleitoral na web
> Publicidade online é restrita a candidato a Presidência
> Nova lei eleitoral é aprovada na Câmara
> Lei permite redes sociais, mas restringe publicidade
> Manuela D´Ávila defende internet nas eleições

No início da tarde de hoje as comissões de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) e de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) aprovaram o parecer dos senadores Eduardo Azeredo (PSDB-MG) e Marco
Maciel
(DEM-PE) sobre o  projeto de reforma eleitoral. 

Na
reunião encerrada no início da tarde de hoje, os senadores ampliaram de
12 para 24 o número de inserções de propaganda política paga na
internet, restrita aos candidatos à presidência da República de acordo
com uma alteração no PLC realizada pelos relatores na noite de terça-feira (1/9).

A expectativa do presidente da CCJ, senador Demóstenes Torres (DEM-GO), era de que o projeto fosse ao plenário nesta terça-feira e que voltasse ainda nesta quarta-feira à Câmara dos
Deputados.

Os senadores querem aprovar rapidamente o projeto por causa do prazo para promulgação das novas
regras. Se aprovadas até dia 3 de outubro, elas vão valer para as eleições do
próximo ano.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio