Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Drone transporta órgão para transplante pela primeira vez
Drone transporta órgão para transplante pela primeira vez
Home > Inovação

Drone transporta órgão para transplante pela primeira vez

Teste realizado por hospital nos EUA utilizou drone customizado para realizar transporte com sucesso

Da Redação

03/05/2019 às 14h00

Foto: Divulgação

Pela primeira vez, um drone foi utilizado para deixar um órgão para um transplante. Em 19 de abril, um veículo não tripulado transportou um rim de um doador a cirurgiões da Universidade de Maryland Medical Center (EUA). Conforme informações do MIT Technology Review, o drone percorreu cinco quilômetros de um hospital até onde seria recebido para o implante do órgão, que foi realizado com sucesso em uma paciente com insuficiência renal.

"Este foi um processo complexo. Tivemos sucesso por causa da dedicação de todas as pessoas envolvidas durante um longo período", comentou Joseph Scalea, médico da Faculdade de Medicina da Universidade de Maryland que liderou o procedimento.

O transplante de órgãos é uma luta contra o tempo para salvar vidas, pois eles podem sobreviver fora do corpo por apenas algumas horas. Quanto mais rápido o órgão é retirado e armazenado, maiores as chances de sucesso na operação. O teste provou que os drones podem levar órgãos de doadores para os receptores mais rapidamente do que métodos de transporte tradicionais.

O órgão foi implantado em uma mulher americana de 44 anos que passou oito anos em diálise antes do procedimento. Ela recebeu alta dias depois e passa bem, conforme informou o centro médico.

“Essa coisa toda é incrível. Anos atrás, isso não era algo em que você pensaria”, afirmou a receptora Trina Glipsy.
Para realizar o transporte seguro de órgãos, o drone foi customizado com oito rotores para garantir a estabilidade.

Além disso, os pesquisadores da universidade criaram um aparelho especial para medir e manter a temperatura, pressão barométrica, altitude, vibração e localização. Tudo para garantir que o órgão fosse mantido na melhor condição possível durante o voo.

Antes do teste final, a equipe transportou soro fisiológico, tubos de sangue e outros materiais, até chegar ao transporte de um rim humano saudável, mas não viável para transplante. O transporte de medicamentos por drones não é novidade, já que esses veículos foram utilizados anteriormente para levar remédios em Gana e vacinas em Vanuatu.

Nos Estados Unidos, cerca de 114 mil pessoas esperam por um transplante de órgãos desde 2018, contudo, 4% das remessas de órgãos sofreram um atraso imprevisto de duas ou mais horas. Os drones nunca foram tão importantes para ajudar a salvar vidas.

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio