Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Depois da Mastercard, hackers pró-Wikileaks derrubam site da Visa
Depois da Mastercard, hackers pró-Wikileaks derrubam site da Visa
Home > Internet

Depois da Mastercard, hackers pró-Wikileaks derrubam site da Visa

Ataque de negação de serviço foi anunciado por grupo hacker via Twitter; ação teve início às 19 horas, horário de Brasília.

Cauê Fabiano, para o IDG Now!

08/12/2010 às 19h03

Foto:

Após o ataque à página do Mastercard, realizado em defesa do site WikiLeaks e de seu fundador Julian Assange, preso no último dia 07, hackers iniciaram um ataque ao site Visa.com, impedindo que usuários, inclusive do Brasil, tivessem acesso à página.

A ação, diferentemente do que aconteceu com o site MasterCard.com, foi premeditada, e anunciada a partir do perfil @Anon_Operation no Twitter, como parte da Operação Payback.

visapayback03.jpg

Twitter do grupo hacker comemora derrubada do site

Essa operação foi orquestrada por usuários do fórum 4Chan (conhecidos como "anons"), que convocou seus integrantes a fazerem parte dos ataques DDoS (siga em inglês para ataques de distribuição de negação de serviço). Na manhã desta quarta, o banco suíço que congelou as contas do Wikileaks também foi atacado.

Operação Payback
A Operação Payback usa o poder das chamadas botnets (rede de computadores zumbis) para gerar ataques de
DDoS. As máquinas dos usuários – milhares, às vezes dezenas de milhares –
ficam à espera das instruções dos invasores que, uma vez ordenadas,
iniciam um ofensiva maciça contra a vítima escolhida. É como se uma multidão tentasse entrar, ao mesmo tempo, por uma mesma porta – e ninguém conseguisse. Com o excesso de pedidos, o site sai do ar.

 O WikiLeaks tem enfrentado problemas nos últimos meses – de ofensivas
promovidas desde os serviços que o hospedam até o congelamento de suas
contas bancárias. Alguns comemoram; outros consideram tais ações um
desrespeito à liberdade de expressão.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site