Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Como a tensão entre Huawei e Google vai impactar os aparelhos da fabricante?
Como a tensão entre Huawei e Google vai impactar os aparelhos da fabricante?
Home > Mobilidade

Como a tensão entre Huawei e Google vai impactar os aparelhos da fabricante?

Futuro da Huawei parece estar comprometido. Mas o que usuários dos smartphones da marca podem esperar concretamente? Explicamos para você

PC Advisor

22/05/2019 às 14h24

Foto: Shutterstock

O futuro da Huawei fora da China está um pouco instável agora, com o Google tendo anunciado nesta semana a sua decisão de cumprir a decisão do presidente dos Estados Unidos Donald Trump sobre a fabricante de smartphones, que foi acrescentada a uma lista de bloqueio de negociações nos EUA. Com isso, o Google deixará de oferecer suporte a telefones e tablets Huawei (ou da Honor), o que significa que os dispositivos futuros não poderão executar aplicativos e serviços do Google. Em tempo, vale lembrar que os EUA concedeu uma licença temporária, de três meses, para a Huawei operar naquele país. O que significa que durante esse período, a companhia conseguirá ainda manter as atualizações necessárias.

Por enquanto, todo esse quiprocó internacional não quer dizer que os dispositivos Huawei não podem rodar o Android, já que é um sistema operacional de código aberto, mas a loja de apps Play Store e os serviços do Google estão fora dos limites. Após o anúncio do Google, as fabricantes de chips como Intel e Qualcomm também prometeram parar de fornecer peças para a Huawei até novo aviso.

O que isso significa para os dispositivos Huawei e Honor existentes

Se você já comprou um telefone, tablet ou outro dispositivo da Huawei ou da Honor, não há motivo para preocupação, pois nada está prestes a mudar: o Google está comprometido em fornecer suporte contínuo a esses dispositivos. A companhia disse: "Para usuários de nossos serviços, o Google Play e as proteções de segurança do Google Play Protect continuarão funcionando nos dispositivos Huawei existentes."

O que não está claro é se isso se estenderá a novos recursos, como os fornecidos pelo próximo Android Q. A Huawei também fez uma declaração oficial sobre a notícia: "A Huawei fez contribuições substanciais para o desenvolvimento e crescimento do Android em todo o mundo. Como um dos principais parceiros globais do Android, temos trabalhado em estreita colaboração com sua plataforma de código aberto para desenvolver um ecossistema que beneficiou usuários e a indústria."

Em resumo, a Huawei continuará a fornecer atualizações de segurança e serviços de pós-venda para todos os produtos de smartphones e tablets Huawei e Honor existentes, cobrindo os que foram vendidos e que ainda estão em estoque globalmente. "Continuaremos a construir um ecossistema de software seguro e sustentável, a fim de fornecer a melhor experiência para todos os usuários globalmente".

O que isto significa para futuros dispositivos Huawei e Honor?

Embora o exposto acima se aplique a todos os dispositivos Huawei ou Honor que estejam à venda agora, fica menos claro o que acontecerá com os próximos dispositivos. O timing é ruim para a Honor, que acaba de lançar o Honor 20, mas a empresa garante que esse telefone não será afetado, já que já passou pela certificação.

Nós presumimos que o mesmo é verdade para o recém-lançado Huawei Mate 20 X 5G e o dobrável Mate X. Mas não é um bom presságio para o Huawei Mate 30, que não deve ser lançado até outubro. O Mate 30 ainda poderia executar a versão atual do Android, mas sem acesso ao Google Play ou a aplicativos do Google, como o YouTube e o Google Maps.

Como se espera que o próximo aparelho use o processador Kirin da Huawei, o afastamento da Qualcomm não deve ser uma grande preocupação. No entanto, a empresa ainda usa chips de outras fontes, como a Intel, para seus laptops.

 

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site