Novo
Agora IDGNow! é IT Midia.com
Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Cisco identifica 74 grupos de cibercriminosos no Facebook
Cisco identifica 74 grupos de cibercriminosos no Facebook
Home > Internet

Cisco identifica 74 grupos de cibercriminosos no Facebook

Grupos reuniam mais de 300 mil membros e comercializavam ilegalmente informações roubadas de cartão de crédito e perfis clonados

Da Redação

08/04/2019 às 12h26

Foto: Shutterstock

Um estudo divulgado pela Talos, divisão de pesquisa de segurança cibernética da Cisco, relatou a existência de dezenas de grupos no Facebook utilizados por cibercriminosos para praticar atividades ilegais. O mapeamento identificou 74 grupos, que reúnem um total de 385 mil membros, classificados como “obscuros” e “ilegais”. Entre eles, aparecem nomes como “Spam Professional” e “Facebook Hack” e outros grupos que existiam na rede social há mais de oito anos.

Os grupos são relacionados a práticas criminosas como phishing, spam, hacker profissional, comercialização de cartões de crédito roubados e perfis clonados de usuários e podem ser facilmente encontrados na rede social por qualquer usuário. Segundo a Talos, o Facebook deve policiar os grupos mais obscuros de forma mais proativa, alegando que a rede social "aparentemente confia nessas comunidades para se policiarem”.

O Facebook informou que removeu os grupos e se pronunciou por meio de comunicado. “Esses grupos violaram nossas políticas contra o spam e a fraude financeira e nós os removemos. Sabemos que precisamos estar mais vigilantes e estamos investindo pesadamente para coibir esse tipo de atividade". Segundo a rede social, a maior parte dos grupos foi criada em 2018.

No ano passado, o pesquisador de segurança Brian Krebs encontrou 120 grupos privados com 300 mil membros oferecendo botnets, reembolsos de impostos fraudulentos e outros serviços ilegais. O Facebook removeu os grupos logo após ser alertado pelo pesquisador.

A Talos afirma que após alertar a equipe de segurança do Facebook, a maioria dos grupos maliciosos foi rapidamente derrubada, contudo, novos grupos continuam aparecendo, enquanto outros ainda parecem estar ativos. A divisão de pesquisa de segurança cibernética da Cisco destacou que continuará trabalhando com o Facebook na identificação de grupos maliciosos.

IDG Now! agora é itmidiacom. Para ler mais notícias, acesse.

 

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site