Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Casos de phishing saltam 64,5% em apenas dois meses no Brasil
Casos de phishing saltam 64,5% em apenas dois meses no Brasil
Home > Internet

Casos de phishing saltam 64,5% em apenas dois meses no Brasil

Segundo relatório de atividade criminosa da Axur, setores mais afetados foram o de e-commerce e o financeiro

Da Redação

08/08/2019 às 14h07

Foto: Shutterstock

O número de casos de phishing aumentou expressivamente no Brasil, de acordo com relatório de cibersegurança da Axur, empresa de segurança com foco em monitoramento e reações a riscos digitais.

O Relatório Atividade Criminosa On-line no Brasil, constatou 5.297 casos únicos de phishing no período de 1º de abril a 30 de junho, um crescimento de 64,5% em comparação com os três primeiros meses do ano.

De acordo com o estudo, os setores mais afetados foram o de e-commerce e o financeiro, diferentemente do primeiro trimestre, quando empresas de SaaS (Software as a Service) e Webmail foram as mais atingidas.

Para Fabio Ramos, CEO da Axur, o setor do comércio eletrônico foi o responsável pelo considerável aumento nas detecções. “Ao analisarmos essa movimentação semanalmente, percebemos que os picos de casos de phishing ocorrem próximos às datas comemorativas, maio e junho, como Dia das Mães e dos Namorados, ou seja, nos momentos mais relevantes para o varejo", comenta.

O relatório também concluiu que o percentual total de vazamentos de dados sensíveis na web superficial cresceu em 66,7% do primeiro para o segundo trimestre do ano. Dados como documentos, credenciais (e-mails com login e senha), informações de cartões de crédito, códigos de programação e outros tipos sensíveis são expostos em redes sociais e repositórios de textos e arquivos. Em comparação com o último trimestre de 2018, quando o percentual foi de 3,04%, esse número atinge um aumento de 146,7% no período dos seis últimos meses.

“Ainda que a deep e a dark web contenham os principais canais de vendas e vazamentos de informações sensíveis, a web superficial também registra importante aumento nesses casos. Com a criação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) no Brasil, monitorar vazamentos e notificar as autoridades competentes de forma rápida e objetiva é essencial para uma relação de confiança entre sociedade, empresas e agências reguladoras”, comenta Ramos.

Os casos de malwares encontrados no período da produção do relatório continuam com as mesmas características dos meses anteriores, onde cada malware afeta, em média, até 15 instituições financeiras brasileiras. O maior número de alvos encontrados em um mesmo malware foi de 20.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site