Novo
Agora IDGNow! é IT Midia.com
Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Carros da Volkswagen podem ser destravados com hack remoto
Carros da Volkswagen podem ser destravados com hack remoto
Home > Internet

Carros da Volkswagen podem ser destravados com hack remoto

Pesquisadores identificaram que veículos fabricados a partir de 1995 podem ser invadidos com hack que explora chaveiro remoto do carro

IDG News Service

12/08/2016 às 16h44

Jetta-625.jpg
Foto:

Milhões de Volkswagens fabricados nos últimos 20 anos podem ser invadidos com um hack que explora os sistemas-chave do controle remoto do carro, descobriram pesquisadores de segurança. 

A maioria dos veículos da montadora, fabricados a partir de 1995, usa um punhado de "chaves mestras" eletrônicas para abrir remotamente e trancar as portas e essas chaves podem ser extraídas com engenharia reversa, apontaram os pesquisadores em um novo artigo. 

Isso sozinho não é o suficiente para invadir um carro – a chave mestra precisa ser combinada com um código único gerado para cada dispositivo chave remoto. Mas os pesquisadores também imaginaram uma forma para fazer isso, montando uma peça de hardware de rádio que custou cerca de US$ 40.

O dispositivo de rádio ‘escuta’ o sinal enviado de um chaveiro para o carro. Uma vez que os sinais são criptografados, os pesquisadores conseguiram fazer cópias do chaveiro e abrir a porta do carro.  

Eles testaram o método com os modelos VW Jetta, Golf e Passat, além do Audi A1, que é também fabricado pela Volkswagen.

Os pesquisadores notificaram a Volkswagen em novembro do ano passado e a companhia informou que as partes responsáveis têm feito uma “troca construtiva”. No entanto, não confirmou quais modelos são afetados, mas disse que continuará trabalhando em sua segurança. 

Por sua vez, pesquisadores afirmaram que a vulnerabilidade não é tão fácil de ser consertada, uma atualização custosa de firmware seria necessária e isso levaria tempo.

Entretanto, não há nenhum caso conhecido de que criminosos estariam explorando o método para invadir carros.

Os pesquisadores, da University of Birmingham, na Inglaterra e da empresa de engenharia Kasper & Oswald, apresentaram artigo sobre a vulnerabilidade durante simpósio de segurança que acontece em Austin, TX, EUA.

 

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site