Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Cães conseguem farejar, com alta precisão, câncer em pacientes
Cães conseguem farejar, com alta precisão, câncer em pacientes
Home > Inovação

Cães conseguem farejar, com alta precisão, câncer em pacientes

Resultados de um estudo abrem caminho para novas pesquisas que podem levar a novas ferramentas de detecção precoce

Da Redação

09/07/2019 às 17h00

Foto: Shutterstock

Cientistas conseguiram comprovar que cães são altamente confiáveis para detectar - com quase 97% de precisão - câncer a partir de amostras de sangue de pacientes diagnosticados com a doença.

Segundo um estudo conduzido pela pesquisadora do BioScentDX, Heather Junqueira, os resultados abrem caminho para pesquisas que podem levar a novas ferramentas de detecção precoce do câncer.

Como os cientistas chegaram a essas conclusões

Cães têm receptores olfativos 10 mil vezes mais precisos que os humanos. Isso os torna altamente sensíveis a odores que não conseguimos perceber. Com essa premissa, Junqueira e seus colegas treinaram e condicionaram quatro beagles a distinguir entre uma amostra de um soro normal e amostras de pacientes com câncer de pulmão. Três dos cães conseguiram identificar corretamente amostras de câncer de pulmão em 96,7% das vezes e amostras normais em 97,5% das vezes.

"Embora atualmente não exista cura para o câncer, a detecção precoce oferece a melhor esperança de sobrevivência", disse Heather. "Um teste altamente sensível para detectar o câncer poderia salvar milhares de vidas e mudar a forma como a doença é tratada", completou.

Segundo informações do SciendeDaily, o BioScentDx planeja usar o método para desenvolver uma forma não invasiva de diagnóstico de câncer e outras doenças que ameaçam a vida. Como passo seguinte, a empresa lançou um estudo sobre câncer de mama, no qual os participantes doaram amostras de sua respiração para a triagem de cães treinados para farejar o câncer.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Fechar anúncio