Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Bill Gates e Elon Musk estão frustrados com a cobertura da imprensa
Bill Gates e Elon Musk estão frustrados com a cobertura da imprensa
Home > Internet

Bill Gates e Elon Musk estão frustrados com a cobertura da imprensa

Cofundador da Microsoft recorreu a dados para endossar o que chamou de 'desconexão' entre a realidade e o que vemos nos jornais

Da Redação

16/06/2019 às 12h04

Foto: Shutterstock

Bill Gates mostrou um pouco da sua frustração com a forma como as pessoas pensam e a cobertura que a imprensa dá a certos assuntos. No caso, o cofundador da Microsoft apontou para o que ele chama de "desconexão" entre a realidade e a cobertura da mídia para um tópico específico: as principais causas de morte nos Estados Unidos. Para dar base a esse tipo de questionamento, ele se voltou para dados comparativos obtidos no OurWorldinData.

Quatro colunas paralelas - veja abaixo - comparam as causas de mortes naquele país, com o número de buscas sobre o tema no Google e ainda com a cobertura do assunto em dois grandes jornais, New York Times e The Guardian.

No caso do primeiro gráfico, as conclusões indicam que as principais causas de morte se dão por doenças do coração (30,2%) e Câncer (29,5%). Já o interesse das pesquisas no Google é dominado pelas buscas sobre Câncer (37%), enquanto doenças do coração se limitam aos 2%. Quando os gráficos refletem a extensão da cobertura na imprensa, tomando o New York Times e o The Guardian como parâmetros, o Terrorismo ganhou 33,3% a 35,6% de espaço na cobertura para os dois jornais. Homicídio e suicídio aparecem na sequência e a cobertura de reportagens sobre Câncer ganhou uma média de 13% de espaço.

Gates, então, refletiu: "Sempre fico impressionado com a desconexão entre o que vemos nos noticiários com a realidade do mundo ao nosso redor. Como o meu falecido amigo Hans Rosling diria, nós devemos lutar o instinto do medo que distorce a nossa perspectiva". Rosling foi um físico e estatístico chave para como as pessoas estudam dados e desenvolvimento.

O tuíte de Gates foi endossado por outro grande empresário do setor de tecnologia. Ninguém menos que Elon Musk. "Medo e memes obtém cliques", escreveu Musk em resposta.

Vale lembrar aqui que, no caso, do fundador da SpaceX e Tesla a relação com a mídia é de extremos. No ano passado, Musk sugeriu até mesmo uma forma de controle da imprensa que foi severamente criticada.

Entretanto, em tempos onde parte da população questiona o papel da grande imprensa e sua influência no debate democrático, incluindo aí líderes de Estado sugerindo que grandes jornais espalham fake news, os tuítes de Musk e Gates reverberam ainda mais - e negativamente.

 

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site