Novo
Agora IDGNow! é IT Midia.com
Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Ataques para roubar credenciais de sites adultos mais do que dobram em 2018
Ataques para roubar credenciais de sites adultos mais do que dobram em 2018
Home > Internet

Ataques para roubar credenciais de sites adultos mais do que dobram em 2018

Segundo Kaspersky, foram registradas 110 mil tentativas de ataques de malware contra usuários de contas premium desses sites no ano passado

Da Redação

12/03/2019 às 13h00

Foto: Shutterstock

O número de ataques de malware para roubar as credenciais de acesso de contas premium de sites adultos mais do que dobrou em 2018, de acordo com informações da Kaspersky Lab.

Segundo a empresa de segurança, foram registradas 110 mil tentativas de ataques do tipo contra usuários no ano passado. Para efeito de comparação, foram aproximadamente 50 mil em 2017.

A Kasperksy destaca que esse aumento foi acompanhado por um crescimento das ofertas de credenciais roubadas na chamada Dark Web, que subiu de 5 mil para mais de 10 mil entre 2017 e 2018 – com cada conta sendo vendida por um valor que fica entre 5 e 10 dólares.

A empresa também registrou um número maior de famílias de malware usadas nesses ataques. Em 2018, foram 22 variações de bots que distribuem cinco família de trojan – no anterior, por exemplo, foram 27 variações que distribuíram três famílias.

Como funciona

Para roubar essas credenciais de acesso a sites adultos, os criminosos distribuem malware usando botnets - rede de robôs ou dispositivos infectados com malware capaz de baixar outro malware. Como explica a Kasperksy, essas botnets são normalmente formadas por versões de trojans bancários adaptados para atacar usuários de sites adultos.

Quando um ataque do tipo é bem-sucedido, os golpistas então interceptam o tráfego de dados da vítima e a redicionam para uma página falsa que “espelha” o site adulto que o usuário está tentando acessar. Com isso, o malware consegue então capturar as credenciais de acesso quando a pessoa fizer login na página falsa.

Além de ter os seus dados pessoais expostos, as vítimas também perdem acesso à conta premium no site adulto em questão – com um custo anual médio de 150 dólares, conforme a Kaspersky.

Por fim, vale destacar que, segundo os dados da companhia de segurança, o número de ataques maliciosos relacionados à pornografia aumentou quase três vezes no ano passado, indo de 307.868 tentativas de ataques em 2017 para 850.000 em 2018.

IDG Now! agora é itmidiacom. Para ler mais notícias sobre startups, acesse

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site