Novo
Agora IDGNow! é IT Midia.com
Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Nasa completa 100 anos: relembre as 5 maiores contribuições da agência
Nasa completa 100 anos: relembre as 5 maiores contribuições da agência
Home > Internet

Nasa completa 100 anos: relembre as 5 maiores contribuições da agência

Agência espacial completa seu centenário em 2015. Selecionamos as maiores contribuições da agência e de sua antecessora, a NACA, para a humanidade

Sharon Gaudin

01/04/2015 às 17h11

Foto:

A agência espacial americana mundialmente conhecida por estar na vanguarda de muitas inovações completa 100 anos em 2015. Inicialmente, o governo americano estabeleceu o Comitê Nacional para Conselho da Aeronáutica (NACA, na sigla em inglês), instituição que daria origem a NASA.

“Parte do que tem sido tão notável da NACA e NASA é sua habilidade de resolver problemas”, disse Bill Barry, chefe historiador da agência espacial.

Os esforços da agência trouxeram não somente avanços para a exploração espacial como também para o desenvolvimento de tecnologias utilizadas em voos, computadores e comunicação.

Para se ter uma ideia a NACA foi formada em 1915 com uma equipe voluntária e um orçamento minúsculo, bem distante do que a NASA se tornaria então.

Apesar de seu tamanho na época, a NACA é creditada ao desenvolvimento e apoio no desenvolvimento de muitas inovações, como trem de pouso retrátil, compressores e turbinas de motores a jato.

Nos anos 1950, quando o governo norte-americano direcionou sua atenção para a exploração espacial e, claro, para atingir a lua, a NACA, que até então tinha se focado em pesquisas em voos, assumiu uma nova identidade. Originava-se então a National Aeronautics and Space Administration, mudando seu foco então para voos espaciais.

Neil Armstrong, o primeiro homem a colocar o pé na lua, era um funcionário da NACA e depois foi absorvido pela NASA.

No curso de um século, a NACA e a NASA tem estado no centro de significantes inovações. A agência mudou a forma como fazemos negócios, nos comunicamos e usamos computação. Por isso, separamos as 5 maiores contribuições da agência espacial para a humanidade.

1. O circuito integrado

Chip_625.jpg 

O circuito integrado, mais conhecido como um chip de computador, pode ser encontrado praticamente em tudo, desde laptops a carros, iPhones e aplicações inteligentes.

É verdade que a NASA não inventou o circuito integrado, mas os engenheiros da agência adiantaram o trabalho nessa direção.

“Muitas vezes o programa espacial leva créditos para a invenção”, disse Barry. “Eu acredito que isso seria um pequeno exagero. O exército e outras frentes já vinham trabalhando nisso durante um tempo, mas a NASA avançou dramaticamente”.

A Nasa ajudou no desenvolvimento do chip porque seus engenheiros queriam evoluir com a Missão Apollo. A missão, que levou doze astronautas para a lua entre os anos de 1969 e 1972, precisavam das direções de um computador.

Era importante, por exemplo, que o sistema de orientação que fosse lançado no espaço fosse o mais leve possível. Quanto menos peso, menos combustível e energia a NASA precisaria para seus lançamentos no espaço. O que significava repensar seu sistema de guia e seus circuitos integrados.

 

2. Satélites de comunicação

EchoNASA-625.jpg

Toda comunicação no mundo inteiro é conduzida por satélites. Nas primeiras tentativas de comunicação a longas distâncias, a principal ideia era utilizar sinais de rádio. No início dos anos 1960, a NASA trabalhando em parceria com a indústria, conduziu uma série de testes utilizando balões gigantes, chamados de Echo satélites.

Com o projeto Echo, a Nasa foi capaz de emitir sinais de rádio a partir desses balões. "Funcionou, mas não era um método de comunicação infalível. “Você inflava esse grande balão de prata e enviava um sinal de rádio para ele”, explicou Barry.

O projeto foi uma das primeiras tentativas de se provar que era possível enviar sinais para o espaço. Depois desse projeto, a Nasa rapidamente se focou em colocar satélites em órbita que pudessem coletar sinais a partir do solo e depois reenviá-los.

 

3. Design de Aviões

Old Airplane_625.jpg 

Com a pesquisa inicial da NACA sobre túneis de vento, a forma e a funcionalidade de aviões mudou dramaticamente evoluindo de uma asa dupla para as asas que os aviões utilizam hoje.

“A NACA realmente redefinou os aviões como conhecemos hoje”, diz Barry. Em 1915, os engenheiros construíam aviões assumindo que as asas precisavam ser finas e para reforçá-las eram precisos fios. Então, a NACA com sua pesquisa de túneis de vento descobriu que uma asa única e mais fina funcionaria melhor ainda", lembra Barry.  A NACA descobriu que eles poderiam colocar toda estrutura e suporte dentro da asa.

 

4. Degelo das asas dos aviões

AviaoGelo_625.jpg 

Por volta dos anos 1930 e início dos anos 1940, era um bocado perigoso andar de avião em dias nublados. O acúmulo de gelo nas asas de aviões permanecia um mistério, lembra Barry.

“Alguns aviões voariam por meio das nuvens e não acumulavam nenhuma neve neles. Já outros faziam o mesmo e acumulavam gelo”. O que tornava perigoso e imprevisível na época – tanto que proprietários de avião tinham acordos na época com companhias de trem para utilizarem tal meio de transporte ao invés de aviões em dias nublados.

Para estudar melhor essa questão, a NACA construiu um túnel de vento especialmente desenhado para colocar gelo em suas asas.

Cientistas da NASA então estudaram que tipos de nuvem e temperaturas pdoeriam formar gelo em aviões e criaram um fluído para descongelar e os meios para que escoasse das asas do avião para evitar a formação de gelo.

"Mas o avanço mais bem sucedido foi mover o ar quente das turbinas em direção as asas para manter o degelo”, disse Barry.

Sem isso, a indústria, como conhecemos, possivelmente não existiria. Eles descobriram o que causava a formação de gelo e como evitá-la e como voar de forma segura por meio dessas nuvens.

 

5. Satélites climáticos

GPS_Satellite_625.jpg

Em termos de impacto para a humanidade, provavelmente os satélites climáticos são outra tecnologia de maior alcance. “Antigamente, tempestades pegavam as pessoas sem dar nenhum aviso prévio. Hoje, nós não sabemos se vamos ter duas ou seis polegadas de neve, mas nós definitivamente sabemos que uma tempestade está à caminho”.

"A NASA desempenhou um papel fundamental em desenvolver esses satélites e nunca deixou de atuar nessa frente", ressalta Barry.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site