Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
Apple supera Google como marca de tecnologia mais valiosa do mundo
Apple supera Google como marca de tecnologia mais valiosa do mundo
Home > Inovação

Apple supera Google como marca de tecnologia mais valiosa do mundo

Marcas de tecnologia de consumo valem mais de US$ 1 trilhão em valor de marca, segundo ranking Brandz da Kantar e WPP

Da Redação

27/06/2019 às 16h52

Foto: Shutterstock

A Apple conquistou o primeiro lugar do ranking das 20 Marcas Globais de Tecnologia Mais Valiosas do BrandZ. O levantamento lançado nesta quinta-feira (27) pela  WPP e pela Kantar coloca a fabricante de iPhones com uma valorização de mais de 3%, alcançando um valor de marca de US$ 309,5 bilhões. Por pouco, o Google não assume o topo da lista. Isso porque a gigante de Mountain View soma US$ 309 bilhões em valor de marca.

Segundo o relatório, a Apple assume a posição uma vez que tem ampliado o seu caminho de inovação. "A Apple está perturbando a percepção do consumidor de que é simplesmente uma marca de dispositivos inteligentes. Agora ela tem novas ofertas em transmissão de TV, assinatura de notícias, séries e filmes e serviços de jogos, além de introduzir um cartão de crédito de marca compartilhada", diz o levantamento.

Já a Microsoft está na terceira posição, valendo US$ 251,2 bilhões. Tradicionalmente percebida como uma marca B2B, a empresa cofundada por Bill Gates cresceu +25% em valor de marca, após o lançamento de uma nova gama de serviços para consumidores profissionais que visam oferecer maiores benefícios de economia de tempo.

Na quarta posição ficou o Facebook (US$ 159 bilhões). A rede social mais popular do mundo subiu uma colocação, mas declinou em valor, com -2%, em meio a preocupações com privacidade que afetaram a confiança do consumidor.

Embora as marcas chinesas não tenham sido afetadas pelas preocupações com a privacidade do consumidor, algumas foram afetadas pela intervenção do governo, na visão do BrandZ. A Tencent ficou com o quinto lugar, com sua marca valendo US$ 130,9 bilhões. Em comparação ao ano passado, a companhia caiu um lugar no ranking, com uma queda de 27% em valor de marca após restrições impostas à sua receita de jogos online.

Dão sequência à lista do Brandz as empresas IBM (6º - US$ 86 milhões); SAP (7º - US$ 57,5); Accenture (8º - US$ 39); Intel (9º - US$ 31,8) e Samsung (10º - US$ 30,369). Cisco, Instagram, Adobe, Salesforce, Huawei, Oracle, LinkedIn, Baidu, Xiaomi e Dell Technologies, respectivamente, finalizam a lista.

Na visão de Martin Guerrieria, Diretor Global de Pesquisas da BrandZ na Kantar, a tecnologia permite que os consumidores estejam mais conectados do que nunca a marcas individuais, o que tem feito delas cada dia mais valiosas. “A tecnologia está impulsionando o crescimento em várias categorias diferentes, como varejo, luxo, cuidados pessoais, fast food e entretenimento. Os consumidores estão colocando muito mais valor em experiências mais ricas, forçando muitas marcas a se tornarem menos ancoradas em categorias e regiões individuais. As fronteiras estão se desfazendo à medida que a influência da tecnologia permite que nomes como Amazon, Google e Alibaba ofereçam uma gama de serviços em vários pontos de contato do consumidor.”

No início deste mês, o BrandZ divulgou as marcas mais valiosas do mundo. Nesta lista, a Amazon assumiu a primeira posição. 

 

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site