Novo
Agora IDGNow! é IT Midia.com
Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
AI é usada para ‘capturar’ usuários que compartilham senhas da Netflix
AI é usada para ‘capturar’ usuários que compartilham senhas da Netflix
Home > Inovação

AI é usada para ‘capturar’ usuários que compartilham senhas da Netflix

Companhia Synamedia afirma ter chegado a uma solução que consegue detectar padrões de uso e geolocalização de usuários das plataformas de streaming

Da Redação

28/01/2019 às 17h00

Foto: Shutterstock

Compartilhar a sua senha da Netflix e de outros serviços de streaming pode estar com os dias contados. Isso porque uma empresa fornecedora de software de vídeo, a Synamedia, afirma ter chegado a uma solução que consegue rastrear e analisar quais usuários estão logados a uma mesma conta, porém de lugares diferentes. A tecnologia recorre à inteligência artificial para analisar os padrões de consumo e a geolocalização das contas de assinantes e se os mesmos refletem o plano contratado.

Por exemplo, a Netflix conta com um plano premium que custa, no Brasil, R$ 37,90 por mês e dá direito a quatro telas simultâneas. Já um plano mais econômico oferece duas telas simultâneas pelo valor de R$ 27,90. Entretanto, na prática muitos usuários compartilham a mesma senha com amigos, familiares e parceiros, extrapolando o limite das telas, algo que prejudica o modelo de negócios das empresas de streaming. No ano passado, a gigante de streaming anunciou que estava perdendo dinheiro com credenciais compartilhadas entre múltiplos usuários e que tais perdas eram difíceis de serem ignoradas. De acordo com estudo da Hill and Magid, 35% dos millennials afirmam compartilhar suas senhas de serviços de streaming, enquanto cerca de 19% dos jovens da Geração X e 13% dos adultos Baby Boomers faziam o mesmo. Somados, esses números indicam que empresas estão perdendo grandes oportunidades de gerar mais receita.

A Synamedia, que possui base no Reino Unido, ofereceria então um Software como Serviço para detectar essa socialização de contas. Em resumo, a Netflix, Hulu ou Amazon poderiam adotar a plataforma da Synamedia para analisar os dados de seus usuários. A solução buscaria dados de onde uma conta está sendo acessada, que hora é utilizada, que conteúdo está sendo visto e por qual dispositivo e assim por diante. Depois, busca por padrões que podem denunciar se uma senha foi compartilhada e dá ao fornecedor uma pontuação que indica a probabilidade de uma infração. A partir daí cabe a empresa decidir se vai punir o usuário ou sugerir um plano alternativo. Caso a companhia identifique que há um padrão muito distante no uso das contas, por exemplo, em cidades ou países distintos, isso também pode sugerir que as credenciais de um perfil foram ou vendidas para múltiplos usuários ou até mesmo roubadas.

Segundo informações do The Verge, a Synamedia afirma que o novo sistema chamado "Credentials Sharing Insight" já está sendo testado por uma série de plataformas, apesar da não confirmar quais são. Entretanto, a mesma companhia já conta com gigantes do entretenimento e operadoras como clientes, incluindo aí Comcast, AT&T, Disney, Verizon e Sky. Esta última, inclusive, se tornou recentemente uma das acionistas da companhia.

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site