Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
7 comportamentos que vão barrar você em uma entrevista de emprego
7 comportamentos que vão barrar você em uma entrevista de emprego
Home > Internet

7 comportamentos que vão barrar você em uma entrevista de emprego

Segundo consultoria Robert Half, há sinais que revelam que um profissional que aspira a uma vaga não se encaixará bem em uma empresa

Da Redação

09/07/2019 às 9h00

Foto: Shutterstock

Participar de uma entrevista de emprego pode ser uma tarefa angustiante. É preciso manter as expectativas e o nervosismo sob controle. Afinal, a sensação é de que os olhos e ouvidos do recrutador vão julgar detalhes e traços da sua personalidade que, até então, você achava ser aquilo que o(a) destacaria na multidão.

Na avaliação da consultoria Robert Half, em seu "Índice de Confiança Robert Half", um estudo que revela as perspectivas de contratação e expectativas atuais do mercado de trabalho e para os próximos seis meses, há alguns sinais que podem ser o prego no caixão de um talento em potencial para uma vaga de emprego.

O estudo fez a seguinte pergunta "Qual o principal motivo que te faz descartar um candidato já na primeira entrevista de emprego?". O principal motivo pode dizer muito sobre o caráter do profissional: 33% dos recrutadores ouvidos afirmaram que perceber que o candidato mentiu no currículo é algo que irá barrá-lo à primeira entrevista.

A boa notícia é que esse e outros comportamentos podem ser mudados - e controlados - a tempo da sua entrevista. Na lista abaixo, separamos os principais pontos que podem prejudicar o sucesso da sua entrevista de emprego na visão dos recrutadores ouvidos pela Robert Half.

1. Perceber que ele mentiu no currículo - é algo que 33% dos entrevistados respondeu ser definitivo para excluir um candidato. Afinal, se um profissional mente na primeira etapa de uma contratação, como será possível confiar nele?

2. Quando ele fala mal de empregos/empregadores anteriores - 11% dos entrevistados afirmaram que não contratariam alguém que não recorre a eufemismos quando lembra do seu emprego atual ou anterior;

3. Quando ele ou ela não demonstram interesse pela vaga - a indiferença até pode ser charmosa em alguns casos, mas para 11% dos entrevistados da Robert Half, ela é definitiva na não-contratação de um talento;

4. Quando o candidato não sabe se comunicar - ser tímido e introspectivo são características da personalidade de um indivíduo e que devem ser respeitadas, mas a falta de habilidade e coerência na comunicação será um problema para 6% dos entrevistados. Lembrando que estamos falando de causar uma boa primeira impressão em uma entrevista;

5. Perceber que ele não se preparou para a entrevista - 5% dos entrevistados afirmaram que a falta de preparo é algo que pode diferenciar negativamente um potencial contratado;

6. Quando o candidato não sabe ouvir - pessoas expansivas e falantes são ótimas para cargos de vendas, por exemplo, mas para 4% dos recrutadores ouvidos, este traço carismático pode minar suas chances de passar em uma entrevista de emprego

7. Quando percebe que ele não se encaixa à cultura e clima da empresa - este ponto é bem subjetivo e pode variar de empresa para a empresa e, claro, engloba uma série de outros fatores. Mas para 27% dos entrevistados, um talento em potencial pode ser "eliminado" de cara quando o recrutador observar que o mesmo não se encaixa na cultura da empresa

 

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site