Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
6 erros de Marketing Digital que você deve evitar na sua empresa
6 erros de Marketing Digital que você deve evitar na sua empresa
Home > Internet

6 erros de Marketing Digital que você deve evitar na sua empresa

O que guia a sua estratégia de Marketing Digital? Será que, como muitas empresas, você também está cometendo algum desses deslizes em seu negócio? Confira!

Por Resultados Digitais

04/08/2016 às 16h59

erros-marketing-digital.jpg
Foto:

Muitas empresas já reconhecem a importância de criar uma estratégia de Marketing Digital para se diferenciar e se posicionar no mercado, mas nem todas seguem um caminho de sucesso nesse sentido. Algumas delas sequer entendem onde estão errando ou qual é a melhor direção a seguir. Para que você também não corra esse risco, apresentamos 6 erros comuns no Marketing Digital das empresas e como contorná-los.

1) Não levar em conta a sua persona ou a jornada de compra dela

Quem é o seu cliente ideal? A partir disso, qual é o perfil de prospect que você está atraindo para perto da sua empresa? A definição de persona ajuda a mapear exatamente quem é o público-alvo da empresa. De forma simples, persona é o levantamento do cliente típico, com todas as principais características, não necessariamente classificado por sexo, idade ou região, mas pelos hábitos de consumo e preferências pessoais e/ou profissionais.

De nada adianta ter um produto ou serviço excelente se a área de marketing do seu negócio está se comunicando em português quando na verdade quer atrair o público americano. Quando uma empresa não tem personas, algumas das prováveis consequências são Custo de Aquisição (CAC) extremamente alto, dificuldade do time de vendas em fechar negócios gerados pelo marketing e, caso trabalhe com modelo de assinaturas, muitas desistências oriundas de vendas feitas para um público fora do perfil.

Da mesma forma, nem todas as personas de uma empresa (sim, você pode criar mais de uma) possuem o mesmo caminho de compra, ou seja, a mesma jornada. Cada uma tem dores e oportunidades específicas, e a sua empresa deve buscar conhecer cada uma delas e o momento exato de oferecer o produto. Em negócios, sabemos que timing é fundamental. E ter a jornada de compra das suas personas mapeadas vai ajudar você a não se basear em achismos, mas em dados para agir.

Para saber mais sobre o assunto, confira o kit completo sobre Personas e Jornada de Compra.

2) Não produzir conteúdo

Muitas empresas ainda duvidam, mas produzir conteúdo é, sim, uma forma de gerar oportunidades de negócio. Portanto, se a sua empresa não investe nesta estratégia, está cometendo um erro básico. O conteúdo serve de munição para as postagens nas mídias sociais, gera links (a premissa de qualquer trabalho em SEO) e faz com que a empresa se posicione como uma referência tanto para prospects quanto para Leads.

A produção de conteúdo é um ativo fundamental em Marketing Digital. É por meio dela que mais visitantes orgânicos virão até o site da empresa pelos mecanismos de busca, além de ajudar a manter um relacionamento com sua audiência em todas as etapas da jornada de compra. Sem dúvidas, um fator decisivo na tomada de decisão e muito influenciador para o momento da compra.

Saiba como obter os melhores resultados com o conteúdo da sua empresa no eBook

"Marketing de Conteúdo para Resultados: alinhando conteúdo ao funil de vendas"

3) Não produzir conteúdo otimizado para as ferramentas de buscas

Como fazer com que as pessoas encontrem sua empresa na internet se você não otimiza seu site para ser encontrado pelo seu público-alvo nas pesquisas no Google? É preciso identificar quais palavras-chave são relevantes para se trabalhar, possuem volume elevado de buscas e são relativamente fáceis de alcançar boa classificação nas ferramentas de busca.

Também é importante monitorar o seu ranking atual de cada palavra-chave, a quantidade de tráfego que estão recebendo e qual a proporção de conversões que essas palavras tem gerado. A partir daí, fica mais fácil saber quais caminhos e ações devem ser seguidos para otimizar resultados.

É preciso tomar cuidado também com erros comuns como, por exemplo, usar textos com fontes e cores diferentes e renderizar como imagem para utilizar no site, ao invés de usar o texto no próprio HTML. Mesmo que as imagens contenham a descrição, o Google sempre dará prioridade aos textos. Outra prática não recomendada é o uso de flash. Veja mais dicas de boas práticas no eBook Introdução a SEO.

4) Se guiar por métricas de vaidade

Nem sempre aquilo que é mais bonito ou popular gera os melhores resultados de negócios. Muitas pessoas se impressionam com alguns números como pageviews, seguidores nas mídias sociais, curtidas de um post etc. Mas aí surge a pergunta: Como de fato essas métricas impactam em seu negócio? O que elas traduzem?

Métricas como as citadas acima costumam fazer muito bem para o ego, mas falta um ponto essencial, que é o quanto isso contribui para as vendas. Afinal de contas, vender é a única atividade que traz dinheiro para dentro da empresa. Portanto, as métricas de vaidade não indicam nada sobre como as ações estão gerando novas oportunidades de negócio ou vendas.

De modo geral, os indicadores mais importantes para a área de marketing ter em mente são as taxas de conversão do funil de vendas, Custo por Lead (CPL), Custo de Aquisição (CAC) e o retorno sobre investimento (ROI) das ações. Veja como boa estratégia de marketing pode impactar diretamente nas métricas do seu negócio no eBook Inbound Marketing e as principais métricas de empresas de tecnologia.

5) Não gerar Leads

Não é raro encontrarmos empresas que criam site, páginas nas mídias sociais, investem em conteúdo, SEO, links patrocinados e pensam que gerar muitas visitas diárias é o suficiente. Contudo, se a empresa não aproveita esses visitantes e não os transforma em oportunidades de negócio, isto é, em Leads, pouco adianta todo o esforço.

Para gerar Leads, sua empresa pode criar conteúdos mais aprofundados - como eBooks, webinars, whitepapers etc. - e disponibilizá-los em troca de informações dos visitantes (nome, email, cargo na empresa, entre outros), que sejam importantes para a sua empresa mapear.

Sem uma geração de Leads, sua empresa não consegue as informações de contato necessárias para fazer uma ligação e também não consegue manter um relacionamento com essas oportunidades. Com esses contatos em mãos, será possível se relacionar melhor com os Leads, ofertando outros conteúdos e oportunidades que se encaixem aos seus perfis.

Para saber mais sobre geração de Leads e relacionamento com os mesmos, acesse o kit Geração de Leads qualificados.

6) Comprar listas de emails

Apesar de parecer um caminho fácil, a compra de listas de email é um dos maiores mitos do Marketing Digital e o resultado desse tipo de ação pode ser bastante nocivo para sua empresa. Em primeiro lugar, quando você compra uma lista de email você não garante que as pessoas que estão nessa lista conhecem ou sequer demonstraram interesse em sua empresa, produtos ou serviços.

Portanto, qualquer tentativa de contato, como um email, com as pessoas dessa lista é vista como um incômodo e uma interrupção não autorizada. Isso faz com que haja uma boa chance de muitos usuários marcarem sua mensagem como spam, o que pode fazer com que as suas próximas campanhas de Email Marketing caiam direto na caixa de spam de vários usuários. Assim, mesmo quem gostaria de receber algo da sua empresa não verá o seu email.

O segundo motivo é que as listas geralmente possuem uma péssima qualidade. Pessoas que têm seu endereço nessas listas normalmente recebem emails de diversas outras empresas que também compraram os contatos. Além disso, geralmente essas listas têm muitos emails que não existem ou que já foram desativados.

Além disso, os serviços de Email Marketing com reputação mais confiável não autorizam o disparo de listas compradas. Se for autorizado, é porque possivelmente se trata de um servidor com má reputação e isso, por si só, também é bastante prejudicial para suas campanhas, já que muitos dos seus emails não serão entregues. Portanto, se for começar a trabalhar com relacionamento com Leads, certifique-se de começar com uma lista de emails do zero.

Conclusão

Como você deve ter percebido, apesar de a arte ser importante, Marketing Digital se baseia muito em ciência, e quanto mais certeza sua empresa tiver em relação ao desempenho de uma escolha, melhores os resultados. Não é à toa de chamamos de estratégia ou de Marketing de Resultados.
Se sua empresa está cometendo algum desses erros, talvez seja a hora de repensar o caminho que está trilhando para investir em algo realmente concreto, que traga retorno para o seu negócio.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site