Novo
Agora IDGNow! é IT Midia.com
Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
30% dos computadores foram atacados por malware em 2018, segundo Kaspersky
30% dos computadores foram atacados por malware em 2018, segundo Kaspersky
Home > Internet

30% dos computadores foram atacados por malware em 2018, segundo Kaspersky

Backdoors e ransomware foram as ciberameaças que mais cresceram neste ano. Ao todo, a Kaspersky Lab detectou 346.000 novos malware por dia

Da Redação

09/12/2018 às 21h19

computador hacker kaspersky.jpg
Foto:

Um terço dos computadores se deparou com, pelo menos, uma ciberameaça em 2018, segundo levantamento da Kaspersky Lab. Dentre todos os novos arquivos maliciosos detectados em 2018 foi descoberto que o número de backdoors aumentou 44%, enquanto o volume de ransomware cresceu 43%. Sendo que backdoor são usados por cibercriminosos para realizar um acesso remoto às máquinas comprometidas. "Estes resultados mostram que o malware, especialmente os backdoors e o ransomware, continuam sendo um perigo significativo para os usuários de computadores", ressaltou a companhia.

Em 2018, o ransomware (Trojan-Ransom) e os backdoors detectados compreenderam 3,5% e 3,7% de todos os novos arquivos maliciosos coletados nos primeiros dez meses do ano. Isto representa um aumento de 43% para o ransomware (de 2.198.130 em 2017 para 3.133.513 em 2018) e de 44% para os backdoors (de 2.272.341 em 2017 para 3.263.681 em 2018) em relação ao período anterior.

De acordo com a Kaspersky Lab, as tecnologias de detecção da companhia encontraram 346.000 novos malware por dia nos dez primeiros meses do ano. O número e o alcance de novos arquivos maliciosos detectados diariamente são uma boa indicação dos interesses dos cibercriminosos envolvidos na criação e na distribuição de malware. Em 2011, nossas tecnologias detectaram 70.000 novos arquivos por dia e, até 2017, esse número aumentou cinco vezes, chegando a 360.000.

“Em 2018, observamos uma pequena redução nas detecções diárias. Por um lado, isso pode indicar que o interesse dos criminosos em reutilizar malware antigos se mostrou eficiente. Por outro, os picos do número de backdoors e Trojan-Ransom detectados mostram que os cribercrimonosos estão sempre em busca de novas maneiras de comprometer os dispositivos das vítimas e ganhar dinheiro com isso”, avalia Vyacheslav Zakorzhevsky, chefe de pesquisa antimalware da Kaspersky Lab.

O que você deve fazer para se proteger:

A companhia de cibersegurança recomenda que se preste muita atenção ao navegar na web e acessar documentos via e-mail. Entre as recomendações est´ a a de não abrir arquivos ou anexos suspeitos recebidos de fontes desconhecidas; Da mesma forma, não baixe e instale apps de fontes não confiáveis, tampouco não clique em links recebidos de fontes desconhecidas e anúncios suspeitos. Crie senhas fortes e não se esqueça de alterá-las regularmente. AO mesmo tempo, fique de olhe nas instalações disponíveis, pois elas podem conter correções para problemas de segurança críticos.

A Kaspersky também recomenda ignorar mensagens que solicitam a desativação de sistemas de segurança para software do Office ou software antivírus. E, claro, a utilização de uma solução de segurança eficiente pode automatizar todas as tarefas acima, permitindo que o usuário desfrute do melhor da internet. 

 

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site