Novo
Agora IDGNow! é IT Midia.com
Fazer login no IT Mídia Redefinir senha
Bem-vindo de volta,
Digite seu e-mail e clique em enviar
Ainda não tem uma conta? Cadastre-se
Logo ITMidia
Logo ComputerWorld
Logo PCWorld
Logo CIO
Logo ITForum
Salvar em Nova pasta de favoritos

+

Criar pasta
Últimos favoritos Ver todos
Últimas notícias do conteúdo : Ver todos
175 milhões de Windows 7 vendidos. Deveríamos mesmo nos impressionar?
175 milhões de Windows 7 vendidos. Deveríamos mesmo nos impressionar?
Home >

175 milhões de Windows 7 vendidos. Deveríamos mesmo nos impressionar?

Ao comemorar os ótimos resultados do trimestre, Microsoft afirmou vender 7 licenças do Windows 7 por segundo. Parece muito, mas na ponta do lápis...

Woody Leonhard, da InfoWorld/EUA

26/07/2010 às 20h51

Foto:

Onde está a pegadinha? É o que eu quero saber.

Na semana passada a Microsoft informou ter obtido resultados
fantásticos
para o trimestre encerrado em 30 de junho de 2010. Os números desafiam a imaginação: 16 bilhões de dólares em receitas para o trimestre, 22%
mais que o mesmo período do ano passado; 62,5 bilhões de receita para o ano fiscal. A
chave de um resultado tão estrondoso: a Microsoft vendeu 175 milhões de cópias
do Windows 7 desde seu lançamento em 22 de outubro do ano passado.

A Microsoft não fornece detalhes sobre números de venda –
quantas licenças foram vendidas na forma de caixa, no varejo; quantas vieram de
graça nos programas corporativos de Software Assurance; quantas foram
despachadas com novos PCs. Mas, a 7 licenças por segundo, é difícil questionar a
supremacia do Windows 7.

Ou não?

Estava eu brincando com alguns números (o Excel é uma arma
perigosa para mentes curiosas) e algo me incomodou. Os valores não se
encaixam.

PCs novos
No disputado mundo das novas vendas de PC, o Windows
7 é amplamente tido como responsável pelo recorde nas vendas de novos PCs. A
maioria dos computadores novos vem com cópias do Windows 7 – e foi nesse aspecto que a
discrepância me incomodou.

++++

Na semana passada, a IDC informou que as vendas de PCs no
segundo trimestre de 2010 alcançaram 81,5 milhões de unidades, 22% a mais que o
mesmo trimestre de 2009. A rival Gartner estimou as vendas de PCs no período em
82,9 milhões de unidades, 20,7% a mais que o mesmo trimestre de 2009. Não
importa que números você escolha, é óbvio que o Windows 7 tem gerado muitas vendas
de PCs novos. (Nem todos vêm com Windows 7, é claro – tanto a IDC como a
Gartner incluem a Apple em suas contagens, bem como vários fabricantes que
entregam máquinas com algum tipo de Linux.)

Vamos às contas. A Gartner diz que a entrega global de PCs
no quarto trimestre de 2009 foi de 90 milhões; no primeiro trimestre de 2010,
foi de 84 milhões; e no segundo trimestre, como citado anteriormente, cerca de
83 milhões. Numa estimativa grosseira, eu diria que por baixo o número de PCs vendidos
entre 22 de outubro de 2009 a 30 de junho de 2010 chegou a 225 milhões, mais ou
menos.

A questão
Atribua 4% ou mais para os Macs e você ficará com 215 milhões
de máquinas novas. Muitos fabricantes começaram a fornecer PCs novos com Windows
7 pré-instalados antes de 22 de outubro, mas vamos dar à Microsoft o benefício
da dúvida.

Conclusão: 215 milhões de máquinas nas ruas, 175 milhões de
licenças vendidas de Windows 7. Diferença: 40 milhões de licenças.

++++

Parte desses 175 milhões de licenças foi composta de
atualizações corporativas, mas os números indicam que apenas uma pequena fração
das empresas embarcaram na onda do Windows 7. Tami Reller, vice-presidente e
CFO da Microsoft, afirmou no começo de julho que há 570 milhões de PCs
corporativos no mundo, e 422 milhões deles rodam Windows XP. 

Se apenas 10%
desses PCs tiverem sido convertidos para o Windows 7, teríamos um adicional de
40 milhões de licenças vendidas. Isso sem contar as caixinhas das lojas de
varejo.

Será que, depois dessas projeções, os 175 milhões de licenças
vendidas ainda soam assombrosos?

Há duas conclusões óbvias: uma gorda fatia dos PCs novos –
certamente 25% do total global, mas talvez mais – está saindo das fábricas sem
o Windows 7. E a adoção corporativa do Windows 7 poderá não ser tão estonteante
quanto alguns querem crer - e pode bem ser o oposto disso.

Tags
Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail
Vai um cookie?

A IT Mídia usa cookies para personalizar conteúdo e anúncios, para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar, você aceitará o uso. Para mais detalhes veja nossa Política de Privacidade.

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site